No mirante do Morro do Céu

Há duas maneiras de chegar a este mirante. Eu fiz o caminho mais longo, para variar. Depois de atravessar a ponte estreita sobre o Rio das Antas, a partir da RS-431, peguei uma estrada à direita onde uma placa indica Morro do Céu. É uma estrada de chão, estreita, mas em condições razoáveis. Acabei chegando ao mirante.

O mirante tem dois lados. Do lado direito é possível ver a barragem da usina 14 de julho.

Do outro lado tem-se uma vista do Rio.

Na verdade o mirante não fica no alto do Morro do Céu. Acho que este é apenas o nome da localidade, embora o morro fica lá.

Depois do mirante, em seguida tem a estrada que leva a Cotiporã, já com grande parte asfaltada. Subindo alguns quilômetros, tem o mirante da ferradura, de onde é possível avistar a usina de cima.

O Morro do Céu fica ao fundo, à direita. Embaixo, num espaço entre a água do rio das Antas, fica o local chamado de mirante do Morro do Céu. Do outro lado do Morro do Céu está a RS-431. O caminho mais longo circula o morro e acaba no mirante. Depois segue em frente e retoma a estrada para Cotiporã. A estrada de chão é boa e é possível circular com qualquer tipo de carro. Basta ter disposição. Confira mais fotos lá no meu perfil no Instagram.

O mirante da usina

Este mirante fica na estrada que sai de Cotiporã em direção a Bento Gonçalves. Grande parte está com asfalto. É uma boa opção de caminho entre as duas cidades. A estrada estadual ligando Veranópolis e Cotiporã está cheia de buracos.

Há um local para estacionar o carro e fotografar.

O asfalto é novo.

Esta estrada termina na RS-431 em Faria Lemos. Depois é só subir para Bento e pegar a BR-470. Confira também meu perfil no Instagram. Ou no Twitter.