Novo roteiro turístico em Flores da Cunha

Uma tendência em municípios do Interior é a criação de roteiros turísticos envolvendo pequenos produtores rurais. Em Flores da Cunha, por exemplo, foi lançado o Caminhos do Mirtilo, no Travessão Carvalho, no distrito de Otávio Rocha. O Distrito fica a 14 km do centro de Flores da Cunha, com acesso por estrada asfaltada. É uma das regiões mais bonitas da Serra. O passeio pela propriedade terá sete pontos de parada, contando a história da família dona das terras, da fruta, e também com pontos de observação da paisagem: morros e até a cidade de Nova Pádua. O mirtilo, também conhecido como blueberry, é uma pequena fruta arredondada de cor roxa intensa quando madura. Essa fruta cresce em pequenos arbustos que gostam de climas mais frios, por isso, seu maior cultivo concentra-se na região Sul do Brasil.

fl4

Para participar do passeio o ingresso custa R$ 17,00, com direito a degustação de doces, sucos, cucas e geleias a base de mirtilo. Lembrando que a propriedade também faz parte do roteiro “Villa Otávio Rocha”. Informações pelo telefone (54) 3279 1050. A região de Otávio Rocha tem belas paisagens.

fl5

As fotos acima são de divulgação do roteiro. O Blog já mostrou muita coisa de Flores da Cunha. Também em Otávio Rocha, o turista pode visitar uma gruta religiosa.

fl3

Flores da Cunha tem a vinícola mais moderna do Brasil, a Argenta.

fl2

E o município conta ainda com outro roteiro para atrair os turistas, o Mérica,Mérica.

fl1

Como se vê, motivos não faltam para conhecer a região de Flores da Cunha. Confira ainda meu perfil no Instagram. Ou no Twitter.

Uma Epopéia Italiana na Serra Gaúcha

Um lugar que talvez passe despercebido em Bento Gonçalves é o parque temático Epopéia Italiana. O ingresso custa 30 reais por pessoa. Um pouco mais caro se o turista quiser incluir o passeio de trem. A apresentação é uma mistura de teatro e cinema, com a participação do público, que caminha pelos cenários montados no interior de um grande galpão.

img_20171216_173053021601133912.jpg

Uma jovem atriz conta um pouco da saga da imigração italiana. Falando numa mistura de italiano e português, ela mostra como foram os primeiros tempos dos imigrantes que vieram parar na Serra Gaúcha e construíram muito do que hoje existe por lá.

img_20171216_173106787_hdr336877654.jpg

No final da apresentação tem uma degustação de sucos, vinhos e biscoitos. Há uma loja que vende artigos da Serra. O prédio fica bem ao lado da estação ferroviária de Bento e atrás da igreja matriz. Tem local para estacionar o carro.

DSCN3892

DSCN3895

Ah, a apresentação da epopéia italiana dura cerca de 40  minutos. A imigração italiana  no RS já tem mais de 100 anos. Não há fotos da parte interna do parque porque é proibido fotografar ou filmar lá dentro. Mas tenho fotos de viagens postadas no Instagram. E conta no Twitter.