Encontro do Rio Turvo com o Rio da Prata

O encontro desses dois rios acontece no limite dos municípios de Protásio Alves e Antônio Prado. Eu cheguei lá a partir de Protásio Alves. Por uma estrada de chão estreita mas boa para percorrer com qualquer tipo de veículo.

A ponte que se vê ao longe é a ferroviária. A ponte para carros é estreita e mais baixa.

O local é turístico.

Os rios são bem calmos na região.

Eu tinha saído de Protásio Alves e meu destino era Antônio Prado. Atravessei a ponte rodoviária e segui em frente pela estrada de chão. Tem alguns trechos com pedras, mas nada que prejudique o passeio.

Depois desse trecho de encontro com a estrada de ferro fica a RS-437, que eu já percorri antes, e é caminho para Antônio Prado. A estrada está boa, tem apenas muito pó.

A RS-437 começa na BR-470 em Vila Flores. Lá em cima, quase em Antônio Prado, ela encontra a RS-448, que leva a Nova Roma do Sul. A partir dessa confluência, o trecho está em obras de asfaltamento. Há bastante pedregulhos e muito, mas muito pó, mas vale a pena o passeio. Confira mais fotos de viagens lá no meu perfil no Instagram.

Pelo interior de Protásio Alves

A cidade de Protásio Alves fica ao lado de Nova Prata. É lá que está a famosa estação de águas termais Caldas do Prata, que muita gente acredita ficar em Nova Prata. No centro de Protásio Alves tem 2 igrejas, uma mais antiga e outra mais nova. São atrações turísticas do lugar.

Do centro, peguei uma estrada asfaltada que vai em direção ao Sul, para o Rio da Prata.

Mas não se entusiasmem muito porque, logo depois, o asfalto acaba.

Meu destino era a capela São José, que fica às margens do rio. No caminho, muitos locais para estacionar o carro e registrar a paisagem.

Um pouco antes de chegar à capela, a estrada emparelha com o Rio. De novo é preciso estacionar e registrar o momento.

Neste local tem umas churrasqueiras improvisadas. Sinal que os moradores da região aproveitam para curtir a natureza.

Logo em seguida tem uma ponte estreita para atravessar o Rio da Prata.

Do outro lado fica a pequena capela de São José.

É mais uma das muitas capelas espalhadas pelo interior do RS. Num lugar bem tranquilo, junto ao rio. Mais adiante tem um lugar bem bonito, o encontro das águas dos rios Turvo e da Prata. Tema para o próximo Post. Confira mais fotos de viagens lá no meu perfil no Instagram.

A Vila Segredo, de Ipê

Esta bela localidade fica a 14 km do centro da cidade de Ipê, que é vizinha de Antonio Prado, na Serra. Tem cerca de 1.200 habitantes. No início a localidade se chamava Paiol, por causa de um paiol de milho que atendia aos tropeiros que passavam pela região. Bem no centro de Vila Segredo fica a igreja de pedra. A igreja São Pedro.

A igreja fica na praça. que tem wifi de graça.

A localidade é pequena e tem poucas ruas.

Na frente da igreja fica o hospital.

E bem perto da igreja tem um prédio bem antigo que parece ter sido um antigo moinho.

Para chegar ou sair de Vila Segredo, a partir de Ipê ou Protásio Alves, tem que encarar estrada de chão, em bom estado.

Para quem segue para Protásio Alves ou André da Rocha, tem a ponte do Rio Turvo.

Depois da ponte tem a linha ferroviária e, ao lado, o túnel ferroviário número 56.

Até Nova Prata são cerca de 20 km, passando por Protásio Alves. A distância é quase a mesma para André da Rocha. Vila Segredo é mais um dos lugares pouco conhecidos do RS que mostro aqui no site. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

Passeio em Nova Prata e Protásio Alves

São duas cidades vizinhas. Nova Prata tem um centro bem bonito e movimentado.

Na estrada para Protásio Alves fica o mirante da Cascata da Usina. Essa cascata fica dentro do parque termas do Prata. É possível chegar bem perto dela. Se você passar de carro, verá do mirante.

A estrada é asfaltada.

Depois de Protásio Alves, uma tranquila cidade, tem o Rio Turvo, na estrada que vai para Caxias. Uma parte é asfalto e outra de chão. Um pouco antes do Rio, fica o túnel ferroviário.

No rio, é possível fotografar a partir da ponte.

 

A região é cercada de morros.

Abaixo a ponte sobre o rio da Prata, que divide os municípios de Nova Prata e Protásio Alves.

Protásio Alves tem algumas pousadas e é opção de hospedagem para quem quiser visitar o parque Termas do Prata. Confira ainda meu perfil no Instagram. Ou no Twitter.