A Vinícola Dom Camilo de Nova Pádua

Esta vinícola de Nova Pádua fica num lugar muito bonito, com vista para o Rio das Antas.

img_20200225_1406116577301158000065503485.jpg

Para chegar é fácil. É só seguir em direção ao Belvedere dos Sonda. Na chegada ao Belvedere, siga pela estrada à direita.

img_20200225_1428029413048296350760026262.jpg

A vinícola recebe visitantes de vários lugares e tem entrada livre, no espaço do outro lado da estrada.

img_20200225_1343218518051930116371150700.jpg

É só atravessar o gramado e chegar na beira do penhasco com vista para o rio das Antas.

img_20200225_1345359167778348329815147109.jpg

img_20200225_1345194148023296474339675124.jpg

img_20200225_1347461151701345746186000620.jpg

É possível comprar produtos na vinícola mesmo e fazer um piquenique por lá.

img_20200225_1409043555644034778330483072.jpg

img_20200225_1358282357114207334993158424.jpg

img_20200225_1406042267519507171549508798.jpg

De terça a sexta o funcionamento é na parte da tarde. Nos fins de semana também de manhã.

img_20200225_1349322466683242890081869764.jpg

img_20200225_1409043555644034778330483072.jpg

img_20200225_140452618839403633802224145.jpg

O movimento é maior nos fins de semana. O por do sol deve ser bem bonito por lá. Confira ainda meu perfil no Instagram, com mais fotos.

 

 

O mirante da usina

Este mirante fica na estrada que sai de Cotiporã em direção a Bento Gonçalves. Grande parte está com asfalto. É uma boa opção de caminho entre as duas cidades. A estrada estadual ligando Veranópolis e Cotiporã está cheia de buracos.

Há um local para estacionar o carro e fotografar.

O asfalto é novo.

Esta estrada termina na RS-431 em Faria Lemos. Depois é só subir para Bento e pegar a BR-470. Confira também meu perfil no Instagram. Ou no Twitter.

Cotiporã: a Cascata dos Marins

Um ótimo passeio para fazer em Cotiporã. A cascata dos Marins fica a uns 10 km do centro e é fácil de achar. É só pegar a Av. Independência, na frente da igreja e em seguida a estrada Cascata Marin. A maior parte não tem asfalto mas a estrada está em bom estado. Pouco antes de chegar ao local onde dá para estacionar o carro tem um mirante.

DSCN7266 (Copy) (Copy)

A fundo, o Rio das Antas.

DSCN7269 (Copy) (Copy)

É possível parar o carro bem na parte de cima da cascata. Para fotografar, é preciso chegar bem perto da borda e tomar cuidado, porque não há cercas.

IMG_20181208_152849702_HDR.jpg

Alguns metros antes do estacionamento tem uma trilha que leva à parte de baixo. A trilha tem média dificuldade. Vale a pena descer.

IMG_20181208_154414865_HDR.jpg

IMG_20181208_154529149_HDR.jpg

IMG_20181208_154804991_HDR.jpg

IMG_20181208_154830342_HDR.jpg

A queda d’água tem uns 80 metros de altura.

IMG_20181208_154853571_HDR.jpg

De Cotiporã até Bento Gonçalves é possível fazer o caminho direto, sem passar por Veranópolis. A estrada tem pelo menos metade do trecho asfaltado. A parte sem asfalto está boa. No caminho tem um mirante para uma usina no Rio das Antas. Vale o passeio. Confira também minhas fotos no Instagram. Ou no Twitter.

 

Uma ponte histórica no Rio das Antas

A ponte é a Ernesto Dornelles, mais conhecida como a Ponte do Rio das Antas. Fica na RS-470, entre Bento Gonçalves e Veranópolis. A construção aconteceu na década de 40 e durou cerca de 10 anos. Foi inaugurada no começo dos anos 50 e, na época, era a maior ponte construída na América do Sul.

IMG_4906

A ponte tem 287 metros de extensão e 46 de altura, sobre as águas do rio das Antas.

IMG_4908

IMG_4907

A demora na conclusão da ponte é explicada pelas divergências em relação ao modelo de ponte que deveria ser adotado.

IMG_4910

IMG_4911

O importante é que a ponte é bonita e fundamental para ligar duas cidades da Serra Gaúcha. 

IMG_4909

Subindo a RS-470 em direção a Veranópolis, há o Mirante do Espigão, à direita de quem sobe.

IMG_4912

IMG_4913

IMG_4914

A BR-470 está com asfalto novo no trecho entre as duas cidades, após vários anos de situação bem ruim. Ficou mais fácil fazer este passeio de carro. Mais fotos de viagens no Instagram. Ou no Twitter.

No cachoeirão do Rio das Antas

Fico só pensando que, com esta chuva, o cachoeirão do Rio das Antas deve estar bem cheio. Esta parte muito bonita do rio fica entre Nova Pádua e Nova Roma do Sul. O acesso é feito por Nova Roma. É um trecho com bastante pedras que fica próximo da Balsa. O local é muito procurado por moradores da região principalmente nos fins de semana.

DSCN5440

DSCN5444

O local não parece ser muito bom para banho, já que tem muitas pedras e corredeiras, acho até meio perigoso.

DSCN5445

DSCN5446

DSCN5458

Como muitos lugares usados para banho no RS, não há salva vidas.

DSCN5459

DSCN5463

O rio divide os dois municípios: Nova Pádua e Nova Roma do Sul.

DSCN5465

A estrada para chegar lá é de chão, mas em bom estado. Dá para encarar. Quem desce de Nova Roma, um pouco antes da balsa, há uma placa, à direita. Depois é só seguir uns 2 Km.

DSCN5468

DSCN5469

Do alto do Belvedere dos Sonda, em Nova Pádua, uma vista do Cachoeirão.

DSCN5478

O Rio passa por várias cidades da Serra e tem trechos bem bonitos.

DSCN5479

E a balsa cobra R$ 5 pela travessia.

DSCN5471

Outro local muito bonito neste caminho fica na subida para Nova Roma do Sul. Há um novo mirante com vista para a represa da Usina Castro Alves.

DSCN5439

Muitas das fotos postadas no Blog também estão no Instagram, mas com efeitos especiais, ao contrário das fotos publicadas aqui. Também há fotos inéditas lá.