O mirante da usina

Este mirante fica na estrada que sai de Cotiporã em direção a Bento Gonçalves. Grande parte está com asfalto. É uma boa opção de caminho entre as duas cidades. A estrada estadual ligando Veranópolis e Cotiporã está cheia de buracos.

Há um local para estacionar o carro e fotografar.

O asfalto é novo.

Esta estrada termina na RS-431 em Faria Lemos. Depois é só subir para Bento e pegar a BR-470. Confira também meu perfil no Instagram. Ou no Twitter.

Cotiporã: a Cascata dos Marins

Um ótimo passeio para fazer em Cotiporã. A cascata dos Marins fica a uns 10 km do centro e é fácil de achar. É só pegar a Av. Independência, na frente da igreja e em seguida a estrada Cascata Marin. A maior parte não tem asfalto mas a estrada está em bom estado. Pouco antes de chegar ao local onde dá para estacionar o carro tem um mirante.

DSCN7266 (Copy) (Copy)

A fundo, o Rio das Antas.

DSCN7269 (Copy) (Copy)

É possível parar o carro bem na parte de cima da cascata. Para fotografar, é preciso chegar bem perto da borda e tomar cuidado, porque não há cercas.

IMG_20181208_152849702_HDR.jpg

Alguns metros antes do estacionamento tem uma trilha que leva à parte de baixo. A trilha tem média dificuldade. Vale a pena descer.

IMG_20181208_154414865_HDR.jpg

IMG_20181208_154529149_HDR.jpg

IMG_20181208_154804991_HDR.jpg

IMG_20181208_154830342_HDR.jpg

A queda d’água tem uns 80 metros de altura.

IMG_20181208_154853571_HDR.jpg

De Cotiporã até Bento Gonçalves é possível fazer o caminho direto, sem passar por Veranópolis. A estrada tem pelo menos metade do trecho asfaltado. A parte sem asfalto está boa. No caminho tem um mirante para uma usina no Rio das Antas. Vale o passeio. Confira também minhas fotos no Instagram. Ou no Twitter.

 

Uma ponte histórica no Rio das Antas

A ponte é a Ernesto Dornelles, mais conhecida como a Ponte do Rio das Antas. Fica na RS-470, entre Bento Gonçalves e Veranópolis. A construção aconteceu na década de 40 e durou cerca de 10 anos. Foi inaugurada no começo dos anos 50 e, na época, era a maior ponte construída na América do Sul.

IMG_4906

A ponte tem 287 metros de extensão e 46 de altura, sobre as águas do rio das Antas.

IMG_4908

IMG_4907

A demora na conclusão da ponte é explicada pelas divergências em relação ao modelo de ponte que deveria ser adotado.

IMG_4910

IMG_4911

O importante é que a ponte é bonita e fundamental para ligar duas cidades da Serra Gaúcha. 

IMG_4909

Subindo a RS-470 em direção a Veranópolis, há o Mirante do Espigão, à direita de quem sobe.

IMG_4912

IMG_4913

IMG_4914

A BR-470 está com asfalto novo no trecho entre as duas cidades, após vários anos de situação bem ruim. Ficou mais fácil fazer este passeio de carro. Mais fotos de viagens no Instagram. Ou no Twitter.

No cachoeirão do Rio das Antas

Fico só pensando que, com esta chuva, o cachoeirão do Rio das Antas deve estar bem cheio. Esta parte muito bonita do rio fica entre Nova Pádua e Nova Roma do Sul. O acesso é feito por Nova Roma. É um trecho com bastante pedras que fica próximo da Balsa. O local é muito procurado por moradores da região principalmente nos fins de semana.

DSCN5440

DSCN5444

O local não parece ser muito bom para banho, já que tem muitas pedras e corredeiras, acho até meio perigoso.

DSCN5445

DSCN5446

DSCN5458

Como muitos lugares usados para banho no RS, não há salva vidas.

DSCN5459

DSCN5463

O rio divide os dois municípios: Nova Pádua e Nova Roma do Sul.

DSCN5465

A estrada para chegar lá é de chão, mas em bom estado. Dá para encarar. Quem desce de Nova Roma, um pouco antes da balsa, há uma placa, à direita. Depois é só seguir uns 2 Km.

DSCN5468

DSCN5469

Do alto do Belvedere dos Sonda, em Nova Pádua, uma vista do Cachoeirão.

DSCN5478

O Rio passa por várias cidades da Serra e tem trechos bem bonitos.

DSCN5479

E a balsa cobra R$ 5 pela travessia.

DSCN5471

Outro local muito bonito neste caminho fica na subida para Nova Roma do Sul. Há um novo mirante com vista para a represa da Usina Castro Alves.

DSCN5439

Muitas das fotos postadas no Blog também estão no Instagram, mas com efeitos especiais, ao contrário das fotos publicadas aqui. Também há fotos inéditas lá.

 

Rapel no Mirante Gelain

Uma das regiões mais bonitas de Flores da Cunha, na Serra Gaúcha, está sendo reativada aos poucos. O Mirante Gelain  foi inaugurado em 1996, e fica numa propriedade doada pela família de Armindo Gelain. Um quiosque com estrutura para lanches foi aberto anos depois e hoje vem funcionando com mais frequência. Quem mora lá é um porto-alegrense que também se chama Marcos. Ele trabalhou durante muito tempo na área de hotelaria, morou em várias cidades e passou cerca de 13 anos percorrendo os quatro cantos do planeta de bicicleta. Agora, resolveu criar raízes no Mirante Gelain.

DSCN6309_640x480

O mirante proporciona uma bela vista do Rio das Antas. Num paredão ao lado fica a Cascata Gelain.

DSCN6306_640x480

O Mirante Gelain é o ponto de encontro para muitos aventureiros e possui trilhas que devem ser reativadas. Quando estive lá encontrei um caxiense, o Ismael, que praticava Rapel.

DSCN6315_640x480

O mirante deve ganhar um deck para melhor atender aos clientes do quiosque. É um lugar especial de Flores da Cunha, que merece um passeio de fim de semana.
DSCN6310_640x480
DSCN6307_640x480
Fica no Travessão Alfredo Chaves, na estrada que leva a Nova Pádua. Depois de entrar no Travessão, à direita de quem segue para Nova Pádua, é só seguir sempre em frente cuidando as placas. Parte da estrada tem asfalto.
DSCN6312_640x480
DSCN6314_640x480

Eu também estou postando fotos no Instagram.