O incrível Puerto Madero de Buenos Aires

Lá pela década de 90 a Argentina decidiu recuperar a área portuária. Houve apoio da cidade de Barcelona, concursos e investimento estrangeiro maciço. O resultado é uma área nobre e moderna, em pleno centro da cidade. Se fosse aqui em Porto Alegre, a esquerda burra iria dizer que virou uma região elitizada, onde os ricos moram. É um bairro nobre, mas e daí? Qualquer pessoa pode circular pela área, seja rico, pobre, preto ou branco. Antes era uma região inútil, hoje é rende dinheiro em impostos e taxas e atrai turistas. O que é melhor? Bem, o Porto Madero conta hoje com os maiores prédios de Buenos Aires. Ficou muito bonito por lá.

img_20180216_184017663486242596.jpg

Entre as atrações turísticas da região está a Ponte das Mulheres.

img_20180216_184849062316273475.jpg

Além de edifícios residenciais, Porto Madero tem grande variedade na área gastronômica.

img_20180216_1849114552043844286.jpg

É um lugar bem tranquilo e agradável para passear, especialmente num fim de tarde.

img_20180216_184855114905573924.jpg

img_20180216_1850015122047944552.jpg

Se você está planejando um passeio em Buenos Aires, não deixe de visitar o Porto Madero. O ônibus turismo passa por lá no trajeto da linha azul.

img_20180216_184942509586560764.jpg

img_20180216_1851095571748867424.jpg

img_20180216_1855026501806494994.jpg

img_20180216_1851212841526531346.jpg

O Hotel Hilton fica no Porto Madero, mas deve ser um hotel caro. Há opções de hotéis mais baratos na região do centro, na área do calçadão da Calle Florida. O Porto Madero não fica muito longe de lá. Para acompanhar mais fotos de viagens, me siga no Instagram. Também estou no Twitter.

Vale a pena usar o ônibus turismo em Buenos Aires

Quem visita a capital da Argentina tem um excelente meio de transporte para conhecer bem a cidade. O ônibus turismo tem 3 rotas, que podem ser aproveitadas com uma única passagem. Para 2 dias, o valor fica em cerca de 150 reais. O passageiro pode utilizar quantas vezes quiser. E em Buenos Aires há muito o que conhecer. No roteiro azul, por exemplo, um dos destinos certos é o Caminito, com suas casas coloridas.

Lá o turista tem a disposição bares e restaurantes e uma infinidade de lojinhas que vendem de tudo. El Caminito fica na Boca, o bairro do Boca Juniors.

Tudo no bairro gira em torno do time.

É um bairro pobre e uma curiosidade são as casas com paredes de zinco.

Muitas são pintadas.

Além do Caminito e da Boca Buenos Aires tem muitos parques. Perto do centro tem o San Martin.

Na região da Recoleta, tem a Praça das Nações Unidas com a flor metálica que fecha de noite e abre de dia.

Lá perto tem o Jardim Japonês, que cobra ingresso, e o Rosedal, que é de graça.

Em todos os parques por onde passei me chamou a atenção a limpeza e o grande número de pessoas. Além dos parques, Buenos Aires tem uma infinidade de prédios antigos.

Nesta antiga estação funciona um shopping de out let.

Neste prédio majestoso na Calle Flórida fica um enorme shopping.

Passeando pela cidade, o turista encontra outros.

Às vezes, Buenos Aires parece o Rio e em outras, lembra Curitiba. O bairro de Palermo tem um polo gastronômico.

E a cidade é cheia de avenidas largas.

Uma das partes mais bonitas da cidade é a região do Puerto Madero, o bairro mais novo de Buenos Aires.

Buenos Aires tem ainda a elegante Recoleta e a histórica Plaza de Mayo, entre outras atrações. Uma é a homenagem a personagem de quadrinhos Mafalda, em San Telmo. O criador da Mafalda nasceu aqui. Acho que este post deixou um gostinho de Buenos Aires. Quem sabe sua próxima viagem seja para lá… Eu também tenho fotos no Instagram. E no Twitter.