O Povoado Molinari de Vespasiano Correa

Na verdade esta pequena localidade fica entre os municípios de Vespasiano Correa, Muçum e São Valentim do Sul. Não sei realmente de qual deles é distrito. Cheguei por lá a partir de Muçum, por estrada de chão. Em Povoado Molinari, algumas casas e esta pequena igreja, que nem aparece no Google Maps.

Entrei no Povoado por curiosidade, já que estava na região e vi placas indicativas. Na verdade, eu tinha me perdido um pouco antes, apesar do GPS.

Era um dia com céu bem nublado, em pleno verão. Temperatura caindo, parecia inverno. Termômetro do carro chegou a marcar 18 graus.

Era um domingo e tinha chovido em Estrela, onde passei a noite de sábado. Em Estrela, uma das atrações turísticas é a antiga escadaria que leva ao Rio Taquari.

Lá também fica uma antiga fábrica da Polar.

Pois o domingo amanheceu nublado e chuvoso. Subi em direção a Colinas e depois segui para Roca Sales e Muçum, onde entrei na estrada de São Cristovão, que margeia o Rio Taquari. De vez em quando a chuva parava.

De Muçum subi para o Norte por estrada de chão e foi aí que me perdi e acabei conhecendo o Povoado Molinari. De lá, errei o caminho algumas vezes mas acabei no meu destino, a RS-431 e o distrito de Santa Bárbara, em São Valentim do Sul. O almoço foi lá.

Um lugar bel legal às margens da RS-431. O Armazem Madeira e Flor. Há várias placas indicativas na estrada.

Depois do almoço, foi hora de seguir viagem. E foi aí que fiz as primeiras descobertas daquele roteiro. Casarões de madeira perdidos no interior de São Valentim. Assunto para o próximo Post. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.