O Google Maps diz que é estádio, mas na verdade é um campo de futebol

Olhando no Google Maps para fazer um roteiro pelo interior de Monte Belo do Sul, uma marcação me chamou a atenção. Apontava como estádio Arlindo Varnier. Fiquei curioso e fui conferir. Na verdade é um campo de futebol, como tantos que existem por aí pelo interior do estado.

Era um domingo de março, começo do Outono, e estava bem tranquilo na região.

Bem na frente do “estádio”, fica a capela São José.

Como em outras regiões de Monte Belo do Sul, há alguns casarões perdidos pelo caminho. Estrada de chão em bom estado a partir da igreja de Nossa Senhora das Graças.

Ainda tem muito lugar que pretendo conhecer no interior de Monte Belo do Sul. Vou fazer outros roteiros pela região. Confira mais fotos lá no meu perfil no Instagram.

Percorrendo o interior de Monte Belo do Sul

Acho que Monte Belo do Sul é um dos municípios da Serra que mais coloca asfalto nas estradas do interior. Nova Pádua e Caxias também tem bastante. Em Monte Belo, visitei em março a comunidade onde fica a pequena igreja de Nossa Senhora das Graças. No caminho, um bonito sobrado antigo.

A estrada começa com asfalto mas depois vira chão. Em ótimo estado. A pequena igreja tem um campanário de madeira.

A igreja não fica às margens da estrada principal. Tem que pegar uma estradinha ao lado desta casa amarela.

Quase ao lado da casa amarela tem outra casa, abandonada.

E percorrendo o caminho com calma, observando bem a região, é possível descobrir outras preciosidades.

Infelizmente muitos casarões ficam longe da estrada, em propriedade privada. Então fica difícil fotografar de perto.

Este outro sobrado fio mais fácil de fotografar.

Monte Belo do Sul tem acesso a partir do Vale dos Vinhedos. É vizinha de Bento Gonçalves e tem muita coisa bonita para ver por lá. Tem mais sobre Monte Belo do Sul nos próximos posts. Confira mais fotos de minhas viagens pelo Brasil lá no Instagram.

Na localidade de Arroio Augusta, em Roca Sales

Saindo da Linha Noventa em Coronel Pilar, logo começa o município de Roca Sales. A localidade de Arroio Augusta tem igrejas e casarões.

A estrada é de chão, com muito pó.

Seguindo para Roca Sales fica a localidade de Arroio Augusta Baixa.

Perto desse prédio em ruínas há uma bifurcação na estrada. Para o Norte, o destino é Muçum. Para o Oeste, Roca Sales. Eu segui para Roca Sales porque meu destino final era a cidade de Lajeado.

Mais perto de Roca Sales tem alguns trechos com calçamento ou asfalto. Mesmo estrada de chão, a pista está em bom estado. Em épocas de pouca chuva, o pior é o pó. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

Do Rio da Prata a Antonio Prado

Para chegar a Antonio Prado passando pelo Rio da Prata, peguei uma estrada de chão em Vila Flores, a RS-437. Depois da ponte ferroviária mostrada no Post anterior, tem a barragem da usina PCH da ilha.

A estrada contorna o lago e passa sob a ponte ferroviária.

A usina em si não é possível ver da estrada. Tem apenas um trecho, ainda em Flores da Cunha, onde é possível ver a barragem entre árvores. Depois, a vista é só para o lago.

Na margem da estrada e do lago tem uma igreja de madeira. É a capela São Roque.

Em seguida tem um mirante, mas é apenas para ver o lago.

Eu tentei chegar perto da usina, mas desisti. Não sei se tem uma vista da barragem lá. No caminho da usina, mais uma capela. A de Nossa Senhora da Saúde.

Depois foi só subir para Antonio Prado. Às margens da estrada de chão, alguns casarões antigos chamam a atenção.

A RS-437 termina na 448. À direita o caminho leva a Nova Roma do Sul. À esquerda, Antonio Prado. As cascatas da usina ficam por lá. A foto abaixo é de uma delas.

Em Antonio Prado parei para o almoço e depois desci a RS-122. No caminho, mais locais para fotografar, sempre em estradas de chão e rotas alternativas. Tema para o próximo Post. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

Na estrada para a Linha Temerária de Nova Petrópolis

Acho que pouca gente de fora da região conhece esta estrada, que sai de Nova Petrópolis e desce a Serra em direção ao Rio Caí. Claro que se pode fazer o caminho inverso, mas acho sempre melhor descer. A estrada termina na BR-116, ao lado da ponte do Rio Caí. A saída de Nova Petrópolis é perto do restaurante Colina Verde, em direção à Vila Oliva. O primeiro trecho é de chão.

img_20200315_1116269221769590742663121031.jpg

Há várias placas alertando que a estrada é perigosa e pedindo baixa velocidade. É bom andar devagar mesmo, até porque a paisagem é muito bonita.

img_20200315_1119578386619365984071778345.jpg

Depois de uns 8 ou 10 km de chão, vem o asfalto.

img_20200315_1137419231108865058451018596.jpg

Ande devagar mesmo assim, porque há muitos casarões por lá.

img_20200315_1141456732017965499113266489.jpg

A região é conhecida como Linha Temerária.

img_20200315_1147003504900264613568386224.jpg

img_20200315_1147124848732493723194320532.jpg

Outra localidade próxima é o Tirol.

img_20200315_1143259878039452016188063631.jpg

Seguindo em direção ao Sul, a estrada leva até Feliz. Pelo norte, vai até a 116.

img_20200315_114432742213607153139609119.jpg

img_20200315_1143488032847827739976988606.jpg

img_20200315_1145520414243787764387591787.jpg

Não sei o porque da escolha do nome Linha Temerária, que já fica no Vale do Caí, embora pertença a Nova Petrópolis. É uma região com muitos sítios. A estrada asfaltada foi recuperada em 2019, por isso está em ótimo estado. Confira mais fotos no Instagram.