A Linha Alegre de Muçum

O município de Muçum tem um roteiro bem interessante chamado de Caminhos de Muçum. Uma parte passa pela estrada de São Cristovão e pela comunidade de Linha Alegre. No caminho, tem um bonito casarão de pedras.

A estrada passa ao lado do Rio Taquari.

Mais adiante, outra casa.

Meio escondida entre alguns prédios, fica esta capela bem antiga, que parece abandonada mas não é.

Como se vê na fachada, a capela é de 1873. Mais adiante, na localidade de Linha Alegre, tem a capela de Nossa Senhora do Caravaggio.

Durante todo o roteiro Caminhos de Muçum, há placas indicativas.

A capela fica logo depois de uma pequena ponte de ferro.

Bem na frente da igreja, o que chama a atenção, é um antigo sobrado de madeira em ruínas, que pode ter sido um antigo moinho.

Acredito que este casarão seja bem antigo.

Seguindo pela estrada de São Cristóvão, fui parar na região de Vespasiano Correa. Pelo caminho fotografei várias capelas, algumas que nem constavam no Google Maps. Tem assunto bastante para os próximos posts. Confira mais fotos de viagem no meu perfil no Instagram.

De Paverama a Fazenda Vila Nova

Um roteiro que fiz pelo interior desses dois municípios, conhecendo algumas comunidades. Na verdade, Paverama é um bom desvio para quem não quer pagar o pedágio da BR-386 em Fazenda Vila Nova. Saí de Porto Alegre pela 386 e entrei na estrada para Paverama, depois do primeiro pedágio. Logo em seguida, à esquerda, tem uma pequena capela, a de Nossa Senhora da Assunção.

A estrada é de chão, mas a distância é bem curta.

Depois voltei para o asfalto e logo em seguida, à direita, tem uma capela antiga e abandonada.

Tem uma loja e um terreno para estacionar o carro.

Esta casa de madeira antiga fica ao lado.

Seguindo para Paverama, passei pelo centro e fui até a Linha Brasil, onde tem uma pequena igreja católica.

De Paverama meu destino final era Lajeado mas, para evitar o segundo pedágio, peguei uma estrada de chão em direção a Fazenda Vila Nova. No caminho, a comunidade de São Pedro de Santana.

O dia estava bonito, com muito sol e bastante calor. Termômetro do carro chegou a marcar 40 graus.

Essas estradas de chão geralmente estão em bom estado, o principal problema é o pó. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

O Recanto Bergamasco de Carlos Barbosa

Existem muitas localidades no interior de municípios gaúchos com potencial para o turismo. Em Carlos Barbosa, um roteiro foi criado e está tentando atrair visitantes, mas ainda falta alguma coisa. O Recanto Bergamasco fica no distrito de Cinco da Boa Vista, perto de Arcoverde e da Rota do Sol. O roteiro promete boa gastronomia, religiosidade e atrativos naturais. Para visitar as propriedades é preciso agendar. O turista, no entanto, pode passar por lá para tentar conhecer alguma coisa. Ainda falta colocar placas de sinalização dos principais atrativos. Eu cheguei na localidade a partir da BR-470, em Arcoverde. Depois deste distrito, tem um trecho em estrada de chão em bom estado.

DSCN3697

No caminho um riacho e uma capela.

DSCN3699

DSCN3702

Há outros distritos nesse roteiro, até chegar no destino.

DSCN3703

DSCN3705

DSCN3704

No Recanto Bergamasco, uma das atrações é a capela de São João da Cruz, construção de 1896, em pedra, originalmente construída sem cimento. A capela é adornada com um altar em madeira e esculturas de santos que conferem ao lugar uma atmosfera de fé e respeito.

DSCN3706

DSCN3710

DSCN3707

Bem perto da igreja e com placa indicativa, fica a Gruta de Santa Lucia, localizada na divisa entre os dois “cincos”: Cinco Alto e Cinco Baixo. Conhecida como protetora dos olhos, foi construída como agradecimento a um milagre atribuído à Santa na cura de uma jovem de 25 anos.

DSCN3712

DSCN3714

O Recanto Bergamasco tem mais. Tem as ruínas de uma casa de pedra, cascata e famílias de produtores da região que oferecem refeições, mas falta indicar melhor a localização desses lugares. Circulei um pouco de carro por lá e não encontrei. O nome do roteiro faz uma alusão à região de Bergamo, na Itália.

DSCN3715

Para conhecer melhor o roteiro de Carlos Barbosa, há mais detalhes no perfil dele no Facebook. Fica aqui a sugestão do Blog: sinalizar melhor as atrações para que um visitante solitário possa chegar e conhecer as atrações. Quem chega no Recanto Bergamasco a partir da Rota do Sol – a RS-453 – pega apenas asfalto. Confira também o Blog no Instagram e no Twitter.