O frio chegou. Hora de um café com Strudel

Eu já postei sobre este lugar que fica na BR-116, quase na entrada de Morro Reuter. O Strudel Café e Chocolate serve um dos mais saborosos strudels que já provei. Senão o melhor.

img_20180520_153314196343124477.jpg

Funciona nos fins de semana e tem estacionamento fácil. É a esquerda de quem sobe a BR-116, logo depois do trevo de acesso à cidade.

img_20180520_151146308_hdr2101660712.jpg

img_20180520_1509026002141078754.jpg

Você pode pedir um Strudel com café ou chocolate quente.

img_20180520_151323689908405222.jpg

img_20180520_151340312736096043.jpg

O ambiente é super agradável e o atendimento perfeito. Uma boa pedida para quem está subindo ou descendo a Serra nos sábados ou domingos à tarde.

img_20180520_1507196751690902515.jpg

img_20180520_1508434012140157688.jpg

O Strudel Café tem Instagram. Morro Reuter está a uns 54 km de Porto Alegre, bom para um passeio bate-volta numa tarde de sábado ou domingo. Acompanha também minhas fotos no Instagram ou Twitter.

Café com strudel em Morro Reuter

Um ótimo local de parada para um café na BR-116 em Morro Reuter. O Strudel Café, que fica á direita de quem desce, logo depois do posto. Tem local para estacionar o carro.

img_20171112_153741311_hdr889712035.jpg

Funciona geralmente à tarde, inclusive nos domingos. Experimente um Strudel com café ou suco. É muito bom.

img_20171112_1542462212139316868.jpg

img_20171112_154009576770415902.jpg

O pessoal que atende lá é muito simpático e atencioso.

img_20171112_1539594072117522604.jpg

img_20171112_154019321_hdr656543635.jpgO Strudel é feito de massa folhada e tem origem na Áustria. O recheio você escolhe. O de maçã é muito bom e o de goiabada também. Experimente.

Festa na praça retoma origens do café colonial

Morro Reuter não é apenas uma tranquila cidade às margens da BR-116 na subida da Serra. É também o berço do café colonial. Há muito tempo, na estrada que liga Porto Alegre a Caxias, havia pouco lugar de parada. A estação rodoviária da região ficava onde hoje é Morro Reuter. Lá era servido aos viajantes um café especial, o café com mistura, que depois virou o café colonial. Esta é a ideia principal do Café da Colônia, criado pela prefeitura de Morro Reuter para movimentar a economia do município. O café é servido em pequenas porções, para uma pessoa, com pães e cucas, entre outras coisas. Custa 17 reais e vale a pena. No sábado, muita gente foi à cidade conhecer a festa.

DSCN6340_640x480

DSCN6339_640x480

DSCN6332_640x480

O café é servido dentro deste salão, cedido pelos proprietários para o evento. Aliás, o Café da Colônia é uma festa do cooperativismo. Toda a comunidade ajudou e participa e o resultado é que todo mundo sai ganhando.

DSCN6333_640x480

DSCN6334_640x480

Além de saborear o café, o visitante pode comprar produtos da colônia, direto do produtor. E também aproveitar para passear pela praça da cidade, num ambiente seguro e bem tranquilo.

DSCN6335_640x480

DSCN6349_640x480

DSCN6350_640x480

Não pode faltar a tradicional bandinha alemã.

DSCN6351_640x480

Neste domingo, 20 de agosto, tem mais festa na praça de Morro Reuter. Aproveite para conhecer melhor esta região.

DSCN6338_640x480

DSCN6352_640x480

No interior de Morro Reuter, na estrada que leva a Santa Maria do Herval, fica a comunidade do Walachai, um lugar bucólico, que vale a pena conhecer também.

DSCN6326_640x480

O café da colônia de Morro Reuter é um exemplo de como se pode movimentar a economia da região de uma maneira simples e criativa. E se a festa termina amanhã, tudo bem, ano que vem tem mais…

Curta também meu trabalho no Instagram.