Caminhando até a Cascata do Paredão

Um passeio pelo interior de Capitão, no Vale do Taquari. O GPS não é muito preciso, mas a cascata do paredão fica próximo da gruta Nossa Senhora de Lourdes. Há pequenas placas indicativas na estrada, que é de chão. O começo da trilha fica ao lado de uma ponte de pedra.

Estacione ao lado da ponte.

A placa diz que são 2 km, mas acho que são menos. dá menos de 15 minutos de caminhada. Logo em seguida há o primeiro obstáculo, um riacho que, em época de chuva, deve ficar mais cheio.

A trilha é tranquila, mas tem outros obstáculos, fáceis de transpor.

O local da cascata é muito bonito, com um belo paredão de pedra, que faz juz ao nome.

Como andei por lá numa época de pouca chuva, a cascata estava quase seca, uma pena.

De qualquer forma valeu o passeio, porque o local é muito bonito. Pretendo voltar lá num período mais chuvoso.

Se você for até a cascata, visite também a gruta que fica perto. Lá também tem uma cascata. E confira mais fotos de minhas viagens lá no meu perfil no Instagram.

Uma das capelas mais antigas da região de Encantado

Percorrendo as ruas da cidade de Encantado é possível descobrir algumas preciosidades. Uma delas é a Capela de Santo Antão, que fica no bairro do mesmo nome. É uma das mais antigas da região.

A capela fica meio escondida e quem passa apressado nem percebe. Nos fundos, tem um campanário de madeira.

A capela fica num terreno mais elevado em relação à rua.

Quase ao lado tem um sobrado antigo, de 1893.

Mais para o centro da cidade, Encantado tem a igreja matriz, que é bem bonita.

A poucas quadras da igreja fica uma área histórica.

No interior, Encantado tem a Lagoa Garibaldi, bem perto do Morro das Antenas, onde está sendo finalizado o Cristo Protetor.

Na frente da lagoa tem uma cachaçaria.

Com a inauguração do Cristo, prevista para o fim de 2021, o turismo na região de Encantado vai aumentar. Certamente outras atrações para os visitantes devem surgir na região da lagoa. E a cidade precisa investir em hotelaria e gastronomia também. Eu costumo viajar bastante de carro pelo interior do RS e até em outros estados. O resultado de minhas viagens pode ser conferido no Instagram.

A estação ferroviária de Muçum

Há uma linha de trem que passa por Roca Sales, Muçum, Serafina Correa e região. Recentemente foi criado um passeio de trem, por isso acho que a estação ferroviária de Muçum acabou sendo remodelada.

Fica na estrada que leva ao Viaduto 13.

Parece que só agora o setor de turismo está descobrindo que passeios de trem atraem muita gente.

Muita gente gosta de fazer caminhadas seguindo a linha ferroviária.

Mais ou menos perto da estação ferroviária, do outro lado da RS-129, fica a capela Nossa Senhora de Fátima, ainda em Muçum.

A estrada São Cristovão, onde fica a capela, é ponto de partida para um roteiro bem interessante em Muçum. Vou falar sobre isso nos próximos posts. Confira mais fotos de viagem no meu perfil no Instagram.

No Morro São José, em Arroio do Meio

Existem várias regiões bonitas no RS e o Vale do Taquari é uma delas. Num dia ensolarado, é bem agradável pegar o carro e passear por lá. Em Outubro, passei pela cidade de Arroio do Meio, num domingo à tarde. Subi ao Morro São José, que fica às margens da RS 130. O morro não é muito alto. Para chegar lá, estrada de chão.

Do morro há uma vista para a cidade de Arroio do Meio e região, mas uma pena que áreas particulares, fechadas, impeçam o acesso aos mirantes. Tem poucos lugares com vista.

É preciso fazer a foto de longe, já que cercas eletrificadas impedem a passagem.

Já que não foi possível chegar a um mirante no morro, circulei de carro pela região. Fui até o Distrito de Arroio Grande, em Arroio do Meio.

Já no município vizinho de Capitão, a paróquia São Paulo fica no meio do nada…

São pequenas igrejas que servem a comunidades do interior dos municípios. Tem algumas igrejinhas e capelas bem bonitas. Voltando a Arroio do Meio, achei a igreja católica São Caetano, que é diferente das igrejas tradicionais.

Bem, este foi o primeiro dia de um roteiro de cinco dias que cumpri no RS em outubro de 2020. Nos próximos posts tem mais desse roteiro. Confira mais fotos de minhas viagens pelo RS e Brasil no meu perfil no Instagram.

O Monumento ao Imigrante na cidade de Imigrante

Parece redundância, mas não é. Existe um monumento ao imigrante em Imigrante, cidade que fica ao lado de Colinas, no Vale do Taquari. Colinas é aquela tranquila cidade que tem várias atividades para agradar ao turista, além de lugares incríveis para conhecer. Depois que essa crise toda passar, procure o Vale Aventura, que é um ótimo lugar para se hospedar. A cidade geralmente é bem calma nos fins de semana de verão.

img_20200224_1249247375427931279069495175.jpg

A estrada que liga as duas cidades tem paisagens com cores variadas, de acordo com a época do ano.

img_20200224_1028028184699829802750972093.jpg

A cidade de Imigrante inaugurou há pouco tempo um monumento em homenagem aos imigrantes que povoaram a região. Fica na localidade de Seca Baixa, perto do centro, para quem chega por Colinas.

img_20200224_130036474478945808471057473.jpg

img_20200224_1300455947608104365460208658.jpg

É bem na frente da igreja.

img_20200224_1300584655034139028881134157.jpg

Em frente ao monumento tem o arroio da Seca Baixa e uma ponte para atravessar.

img_20200224_1302016665531840389751175686.jpg

Uma antiga ponte pênsil fica ao lado.

img_20200224_130231905572373541823944693.jpg

img_20200224_1301580263499071908733571117.jpg

Em época de pouca chuva o arroio faz jus ao nome. Imigrante tem como atrações para o turista o Cactário Horst e o Mosteiro, na localidade de Daltro Filho. Confira também meu perfil no Instagram.