Passeio pela Argentina e Uruguai

Este post é sobre a viagem de ônibus e barco que fiz em fevereiro de 2019 à Argentina e ao Uruguai. A saída de Porto Alegre foi de ônibus em direção a Buenos Aires. A viagem dura cerca de 20 horas. Fui pela empresa JBL mas não recomendo. Tente a Flecha Bus. Talvez a TTL. A JBL tem muitas paradas, perde-se muito tempo. Bem, Buenos Aires é uma cidade bem bonita. Fiquei num hotel na Calle Florida, no calçadão, quase ao lado do Parque San Martin. Caminhando pelo centro da capital argentina o visitante encontra muitos prédios antigos.

A Praça de  Maio e a Casa Rosada ficam perto do centro.

O bom é comprar uma passagem do Bus Turismo, que custa cerca de 90 reais por 2 dias. Depois é só passear e curtir a cidade.

Um lugar bem bonito é o Jardim Japonês. O ingresso custa cerca de 10 reais.,

A Livraria Ateneo na avenida Santa Fé fica na Recoleta. É outro lugar imperdível. No palco, funciona um café. O local era um antigo teatro.

A Recoleta tem lugares bem bacanas para um café da tarde.

Também andei pelo Caminito, mas as fotos ficaram no meu antigo celular, que foi roubado lá. Um cara passou de bicicleta e levou. Um descuido de minha parte. Não ande com celulares à vista por lá. De resto, minha viagem a Buenos Aires foi tudo bem. De lá peguei o barco para Colônia de Sacramento, no Uruguai. Pelo barco rápido, a travessia dura cerca de 1 hora.

Colonia é uma cidade histórica e caminhar pelo centro é bem legal.

No fim da tarde o bom é curtir o por do sol.

O custo de vida no Uruguai é meio alto. Uma refeição boa dificilmente sai por menos de 50 reais. O ponto positivo é que a carne é ótima. A última etapa da viagem foi em Montevideu. A cidade tem alguns atrativos no centro, como a entrada da Cidade Velha e a Praça da Independência.

Prédios antigos e majestosos podem ser vistos por todo lado.

Faça um passeio guiado pelo teatro Solis.

Há também visitação no Palácio Salvo, ao lado da Praça da Independência.

Na Rambla, é possível curtir o por do Sol.

Pocitos e Punta Carretas são dois destinos para quem gosta de ficar de frente para o mar.

Mas o legal mesmo é caminhar pelo centro.

A foto abaixo é do interior do teatro Solis.

De Montevideu voltei para Porto Alegre de ônibus. Pela empresa argentina EGA. Viagem muito tranquina. Dura umas 12 horas, e tem serviço de bordo. Se você for ao Uruguai e para algumas cidades argentinas, consulte se há passagens pela Ega. É a melhor das empresas que servem os dois países. Tenho planos futuros de voltar ao Uruguai, desta vez de carro. Quero ficar hospedado em Pocitos, para variar um pouco. Nas três vezes em que lá estive fiquei na Ciudad Vieja. Confira mais fotos de viagem no meu perfil no Instagram. Ou no Twitter.

A Lagoa Mirim do Uruguai

A uns 20 Km de Rio Branco, no Uruguai, fica a Lagoa Mirim, um lugar que é muito procurado no verão e nos fins de semana de calor. O acesso é feito por uma estrada asfaltada.

IMG_1209

O lugar de certa forma é bonito, nada de especial. As ruas e as casas me lembram do litoral gaúcho na região de Cidreira e Pinhal. Apenas a água é diferente. É de lagoa, mais clara e sem ondas.

IMG_1211

Para quem gosta de passar uma temporada num lugar pequeno, que no verão certamente fica lotado, a Lagoa Mirim é uma opção.

IMG_1212

IMG_1215

Tem um ponto da praia em que é possível avistar o RS, do outro lado, na região de Santa Vitória do Palmar.

IMG_1216

IMG_1214

Para curtir minhas fotos, me siga no Instagram ou no Twitter.

Viagem de carro pelo Uruguai

Uma viagem de carro que fiz pelo Uruguai há alguns anos. Saí do RS pelo Chuí e entrei no Uruguay pelo Chuy. Bem próximo do litoral. A primeira praia é Punta del Diablo, um lugar mais procurado por mochileiros e viajantes mais do tipo hippie. Não me agradou muito.

IMG_3536_640x480

IMG_3538_640x480

IMG_3539_640x480

IMG_3540_640x480

Há muitas pousadas e cabanas para alugar, mas achei parecido com a parte mais pobre do Litoral Norte gaúcho… Bem, um lugar bem bonito para passear no Uruguai é o Forte de Santa Tereza. A entrada é pela Ruta 9.

IMG_3489_640x480

IMG_3490_640x480

IMG_3491_640x480

IMG_3493_640x480

IMG_3494_640x480

Na parte interna: o parque pertence ao exército uruguaio. Nos prédios centrais, a Capatazia, funciona o café e um bom restaurante, atrás desse prédio aí.

IMG_3495_640x480

IMG_3500_640x480

Outra praia uruguaia é La Paloma com seu farol. Há ótimos hotéis lá e uma boa estrutura para receber o turista.

IMG_3544_640x480

IMG_3545_640x480

IMG_3546_640x480

A Playa de la Pedrera é mais bonita.IMG_3541_640x480

IMG_3542_640x480

No primeiro dia que passei lá estava chovendo fraco. No dia seguinte voltei e havia sol.

IMG_3558_640x480

IMG_3559_640x480

IMG_3560_640x480

IMG_3562_640x480

IMG_3563_640x480

IMG_3564_640x480

O balneário de Piriápolis tem um certo charme.

IMG_3718

Na parte da praia que fica no centro da cidade foi construído uma espécie de calçadão, ou uma Rambla, no estilo europeu de anos passados.

IMG_3720

Punta del Este é a mais famosa e badalada:

IMG_3608_640x480

Punta tem dois cassinos. Este é um deles. No centro. É o mais simples.

IMG_3603_640x480

Um dos atrativos é o monumento ao náufrago.

IMG_3625_640x480

Punta tem esculturas e outros monumentos espalhados por todos os lados.

IMG_3601_640x480

IMG_3602_640x480

IMG_3607_640x480

Na praia Mansa tem um deque para caminhar. Nos fins de semana fica bem movimentado. 

IMG_3606_640x480

IMG_3605_640x480

No fim de tarde, tem o por do sol na Praia Mansa.

IMG_3614_640x480

IMG_3615_640x480

IMG_3617_640x480

A capital Montevideu também tem praia, mas o atrativo são os prédios antigos no centro, na área da Plaza Independência e da Avenida 18 de Julio.

IMG_3764

IMG_3769

Na parte onde começa a Cidade Velha, há um calçadão.

IMG_3765

No centro da Plaza Independência há uma estátua de Artigas, o grande herói nacional do Uruguai. Embaixo fica o mausoléu, um museu com informações sobre ele.

IMG_3771

Agora um passeio pela 18 de Julio e alguns prédios antigos.

IMG_3777

IMG_3776

IMG_3775

IMG_3772

Em Colônia do Sacramento, é possível pegar o barco para Buenos Aires. A cidade de Colônia é histórica. Fica a cerca de 100 Km de Montevideu.

IMG_3820

Colônia de Sacramento tem casas antigas, preservadas.

IMG_3821

É possível circular de carro por lá, a avenida principal da cidade termina na parte histórica. O bom, mesmo, é seguir a pé. Há detalhes por todos os lados.

IMG_3823

IMG_3822

Uma das ruas mais bonitas de Colônia.

IMG_3828

IMG_3829

IMG_3830

IMG_3831

IMG_3832

Outro lugar interessante para conhecer no Uruguai é a Casa Pueblo. Fica no caminho de Punta a Piriápolis. É uma antiga casa de verão do artista uruguaio Carlos Páez Vilaró, que morreu há alguns anos. Virou uma escultura gigante, que pode ser visitada, em parte, pelos turistas.  

IMG_3708

O bom é visitar a casa em época fora de temporada. O espaço onde a visita é permitida tem corredores estreitos. O movimento é intenso no verão, principalmente.

IMG_3710

IMG_3711

Há lojas que vendem produtos relacionados à casa, num apelo ao consumo. Também é possível comprar obras do artista. Confesso que achei os desenhos bem sem graça.

IMG_3712

IMG_3714

IMG_3715

Para quem está de carro, é bem fácil chegar. Há placas indicando.

IMG_3716

IMG_3717

Uma curiosidade. Foi na cidade uruguaia de Tacuarembó que nasceu Carlos Gardel. É no centro do país, a caminho de Rivera. No cartaz na frente da igreja, a foto de Gardel.

IMG_3973

A cidade de Tacuarembó não é grande, mas tem ruas bem arborizadas.

IMG_3974

IMG_3976

Na foto abaixo,a estrada que leva a Tacuarembó. Ela não é das melhores. Tem alguns trechos bem ruins, mas a vantagem é que praticamente não passa carros. É muito tranquila.

IMG_3972

Esta viagem durou cerca de duas semanas e foi realizada no fim do verão de 2014. Mais fotos de m inhas viagens no Instagram e no Twitter.

Fazer turismo em Montevidéu não é barato

O Uruguai tem feito muita propaganda na mídia brasileira. O resultado disso é um grande número de turistas brasileiros no país. Em Montevidéu, encontrei mais pessoas falando português do que espanhol. A cidade tem alguns atrativos, mas é cara. A alimentação é cara. Se come mal e se gasta muito. E não estou falando da parrillada, que tem ótimas carnes mas a preço bem salgado. Os pratos mais simples são caros e não tem muito acompanhamento. Isso que um Real vale mais de 8 pesos. É que a comida é muito cara em Montevidéu. Mesmo assim vale a pena conhecer a cidade. Há muita história por lá. Na Ciudad Vieja, há prédios históricos e o que restou da Ciudadela, a fortaleza que contornava a cidade. Na Plaza da Independência, ficou apenas um portal, ponto de referência.

Caminhando pela Rambla, há pedaços do muro.

A Rambla tem mais de 20 km e passa pela região litorânea ou ribeirinha da cidade. Dizem que é o estuário do Rio Paraná e do Rio da Prata, que se misturam com o Atlântico.

O Uruguai tem o Palácio Salvo, já mostrado pelo Blog.

Tem o antigo presídio que virou shopping em Punta Carreras.

E tem muito mais. Se você for a Montevidéu e ficar na região perto da Plaza Independência, um bom lugar para lanches ou café da manhã é este.

Na Sarandi, no calçadão, a duas quadras do antigo portal. Vende produtos naturais também.

Se preferir uma parrijada, vá ao mercado junto ao porto. Na frente do terminal do Buquebus.

Eu fiquei apenas um dia e meio em Montevidéu desta vez, e foi suficiente para passear. Para acompanhar minhas fotos de viagens, me siga no Instagram. Ou no Twitter.

O Palácio Salvo de Montevidéu

Quem circula pela área da Plaza da Independência, em Montevidéu, tem sua atenção chamada por esse prédio de 23 andares, com uma arquitetura diferenciada. É o Palácio Salvo, inaugurado em 1928 para ser um hotel de luxo.

O prédio é imponente. O hotel de luxo funcionou apenas durante um ano, e foi desativado. Hoje, é um edifício principalmente residencial, embora um pouco decadente. Por 25 reais é possível fazer uma visita guiada de uma hora pelo interior do prédio.

O mirante fica um lance acima do andar 23.

Lá pelo décimo andar tem um terraço.

O Palácio Salvo foi construído por um italiano. E durante algum tempo foi o maior edifício da América do Sul. Para acompanhar mais fotos de minhas viagens, me siga no Instagram. Ou no Twitter.