O Grutão Ecoparque de Caxias do Sul

Este belo local para passeios fica no distrito de Santa Lúcia do Piaí. Tem uma bela cascata e uma gruta, que dizem ser a maior do município. O ingresso é 10 reais por pessoa.

img_20200805_1207234106635969779005120129.jpg

Pode-se chegar lá a partir de Caxias ou de Santa Lúcia do Piaí. O local está bem sinalizado no Google Maps.

img_20200805_1128277275197424376415868033.jpg

img_20200805_1129472533008023792676521332.jpg

As trilhas são bem fáceis e bem sinalizadas.

img_20200805_1139191239111559344760892602.jpg

Tem lancheria no parque também.

img_20200805_1144135547958744582213902507.jpg

img_20200805_11401847355500510549424570.jpg

Também há locais para fazer churrasco.

img_20200805_1140484664017559124273224333.jpg

img_20200805_1138361248454876129856486289.jpg

img_20200805_113012401764484737771876924.jpg

Eu cheguei lá a partir de Santa Lúcia do Piaí. Fica bem perto do centro do distrito e a estrada é boa. Saindo de Caxias tem uma parte asfalto e parte chão, mas estrada boa também. A estrada começa na região do zoológico da Ucs. Fácil de achar pelo Google. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

O antigo salão de baile dos Schmitt de Nova Petrópolis

No começo de agosto segui para Nova Petrópolis a partir de Linha Nova. A estrada tem parte asfalto e parte chão. Numa área onde o asfalto foi colocado há pouco, ficou um valão ao lado da pista. Parei para fotografar uma casa antiga que me chamou a atenção e caí no valão. Falta de atenção ao dar a ré.

img_20200804_1315595415136257064518256208.jpg

Enquanto aguardava o guincho para tirar o carro, apareceram moradores da região, Linha Olinda. Fiquei sabendo que a casa que eu pretendia fotografar é um antigo salão de baile, e pertence à família Schmitt.

img_20200804_1326598994002914233432419703.jpg

Fica a poucos quilômetros do centro de Nova Petrópolis.

img_20200804_1321460247301160833750535901.jpg

img_20200804_1322017653488626433440972329.jpg

Os moradores da casa foram muito atenciosos e me ajudaram a chamar o guincho.

img_20200804_1330091773171414647422368923.jpg

Depois que o carro foi retirado segui viagem. Em Nova Petrópolis, um novo local turístico está quase pronto, na avenida principal, bem próximo da BR-116.

img_20200804_1548451175016311397797538548.jpg

img_20200804_1549167772446264133983372853.jpg

Passei a noite na cidade, no Hotel Alles Berg, bem no centro.

 

img_20200804_1427457197183351036331753226.jpg

O movimento de turistas naquele domingo estava bem calmo.

img_20200804_1446436894504791130366848442.jpg

E apesar da temperatura agradável à tarde, quando o Sol começou a se esconder, o frio foi chegando.

img_20200804_1724373651600353841529310493.jpg

No outro dia fiz um caminho diferente para Caxias do Sul, passando pela localidade de Nossa Senhora do Pedancino, às margens do Rio Caí. Isso é assunto para o próximo Post. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

De Nova Roma do Sul a Pinto Bandeira

Quando fiz este caminho, no fim de julho, a RS-448 estava bloqueada junto à ponte de ferro, por causa da forte chuva do mês. Desci a rodovia de Nova Roma até a ponte e, depois, tive de subir por uma estrada de chão no meio da mata até Pinto Bandeira. A estrada começa bem ao lado da ponte, no lado de Farroupilha. No caminho tem outra ponte, de pedra, que é um local turístico bem escondido.

img_20200719_1604094635156755265691065932.jpg

Tem lugar para estacionar ao lado e fotografar.

img_20200719_1606150046036055623920417939.jpg

img_20200719_1605564706701118132265271883.jpg

img_20200719_1607058415732233249186393374.jpg

Esta estrada, em bom estado, é um caminho alternativo, usado apenas por quem conhece a região. De Pinto Bandeira desci em direção a Bento Gonçalves. No caminho, a Cascata dos Amores, que estava com muita água, depois de secar nas semanas anteriores à chuvarada.

img_20200719_1632042826385794443462491354.jpg

Em Bento, peguei a estrada do Caminhos de Pedra. Perto da casa da erva mate, tem um riacho que corre paralelo à estrada e estava com bastante água.

img_20200719_165035459183571539879627565.jpg

Este é outro dos muitos lugares escondidos na Serra Gaúcha, visível apenas por quem tem paciência de parar o carro, em vez de apenas seguir viagem.

img_20200719_1651112134204947230505687269.jpg

Normalmente este riacho não é tão cheio assim, mas tinha chovido muito nos dias anteriores. Daqui até o fim do ano a expectativa é de redução da chuva, até porque há uma configuração de La Niña no Pacífico, junto à costa do Chile, o que afeta profundamente o clima no Sul do País. O Paraná já enfrenta graves problemas de abastecimento de água na região metropolitana de Curitiba. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

Mais um cachoeirão no Rio das Antas

O Rio das Antas deve ter várias áreas como esta, chamadas de cachoeirões. Muitas devem ter acesso difícil. Eu conheço duas. Uma delas fica entre Nova Pádua e Nova Roma do Sul e é vista do alto do Belvedere dos Sonda, em Nova Pádua. Esta que vou mostrar agora fica entre Farroupilha e Nova Roma do Sul. A entrada é a partir da ponte de ferro, no lado de Nova Roma. São 8 km de chão. Tem alguns trechos com pequenas pedras, então é bom ir devagar para não sofrer danos nos pneus. No caminho, esta casa.

img_20200627_142115016254610823376857367.jpg

Na chegada tem uma placa indicativa e local para estacionar o carro.

img_20200627_144405470686305509868641826.jpg

É possível caminhar bastante sobre as pedras.

img_20200627_1446040725277037450204969528.jpg

img_20200627_1448591631362826055807476949.jpg

Acredito que no verão o local deve ser bem movimentado. Quando estive lá, o dia estava nublado.

img_20200627_1445413192931764457421310227.jpg

img_20200627_1448395296233152262773272751.jpg

img_20200627_144440590909869048255401370.jpg

img_20200627_1445464223796376605791301333.jpg

Apesar de ter muitas pedras, há alguns locais bons para tomar um banho de rio.

img_20200627_1447475999206370418407208417.jpg

O Rio das Antas é usado pelo pessoal do Rafting, que sai de Nova Roma do Sul. No próximo Post um lugar curioso e histórico que fica às margens do rio. Confira mais fotos no meu perfil no Instagram.

 

Na estrada para a Linha Temerária de Nova Petrópolis

Acho que pouca gente de fora da região conhece esta estrada, que sai de Nova Petrópolis e desce a Serra em direção ao Rio Caí. Claro que se pode fazer o caminho inverso, mas acho sempre melhor descer. A estrada termina na BR-116, ao lado da ponte do Rio Caí. A saída de Nova Petrópolis é perto do restaurante Colina Verde, em direção à Vila Oliva. O primeiro trecho é de chão.

img_20200315_1116269221769590742663121031.jpg

Há várias placas alertando que a estrada é perigosa e pedindo baixa velocidade. É bom andar devagar mesmo, até porque a paisagem é muito bonita.

img_20200315_1119578386619365984071778345.jpg

Depois de uns 8 ou 10 km de chão, vem o asfalto.

img_20200315_1137419231108865058451018596.jpg

Ande devagar mesmo assim, porque há muitos casarões por lá.

img_20200315_1141456732017965499113266489.jpg

A região é conhecida como Linha Temerária.

img_20200315_1147003504900264613568386224.jpg

img_20200315_1147124848732493723194320532.jpg

Outra localidade próxima é o Tirol.

img_20200315_1143259878039452016188063631.jpg

Seguindo em direção ao Sul, a estrada leva até Feliz. Pelo norte, vai até a 116.

img_20200315_114432742213607153139609119.jpg

img_20200315_1143488032847827739976988606.jpg

img_20200315_1145520414243787764387591787.jpg

Não sei o porque da escolha do nome Linha Temerária, que já fica no Vale do Caí, embora pertença a Nova Petrópolis. É uma região com muitos sítios. A estrada asfaltada foi recuperada em 2019, por isso está em ótimo estado. Confira mais fotos no Instagram.