Um passeio por Santa Catarina

De vez em quando gosto de atravessar a divisa e passear por Santa Catarina. Tem muito lugar bonito por lá também. Desta vez subi a BR-101 até Nova Veneza, na região de Criciúma. Nova Veneza cresceu bastante nos últimos anos porque apostou no turismo gastronômico. Lá tem ótimos restaurantes e fica bem movimentado nos fins de semana.

img_20190712_130242247_hdr1109984680338643358.jpg

No centro é possível conhecer uma verdadeira gôndola de Veneza, na Itália.

img_20190712_130315131_hdr3405503558951374901.jpg

A cidade é bem pequena.

img_20190712_130410884_hdr7928738400207697631.jpg

A partir de Nova Veneza é possível chegar na barragem do Rio São Bento, que fica na cidade vizinha de Siderópolis.

img_20190712_135340043_hdr7660199743385574974.jpg

img_20190712_133832178_hdr5957749956576965762.jpg

Dá para chegar na parte de cima da barragem e fazer umas fotos bem bacanas.

img_20190712_134400437_hdr4035446042909641922.jpg

img_20190712_134405581_hdr476084647729639000.jpg

De Nova Veneza segui para Siderópolis. No caminho há um mirante, já bem próximo da cidade.

img_20190712_150851566_hdr4977906635060930255.jpg

A foto abaixo é no centro de Siderópolis.

img_20190712_152632363_hdr8714461805096990684.jpg

Minha primeira noite em SC foi na cidade de Criciúma.

img_20190712_164424808_hdr5429855080852034201.jpg

Criciúma cresceu por causa de minas de carvão. Uma delas que está fora de operação recebe visitantes. No próximo Post vou falar sobre a visita a esta mina, que fica bem perto do centro da cidade. Confira também meu perfil no Instagram. No Twitter. Ou no Facebook.

No Meio Oeste catarinense

A região do Contestado fica no Meio Oeste de Santa Catarina. Caçador é a maior cidade da área. Uma cidade industrial. Não é muito turística, mas tem um museu bem interessante, o Museu do Contestado. A revolta do Contestado ocorreu entre 1912 e 1916 e se originou num descontentamento de agricultores com a decisão do governo brasileiro de doar terras na região a estrangeiros. Milhares de pessoas morreram neste conflito. O Museu do Contestado é uma antiga estação ferroviária em Caçador.

IMG_20190105_174733275_HDR.jpg

IMG_20190105_174424521_HDR.jpg

Há uma Maria Fumaça e vagões antigos de trem preservados.

IMG_20190105_174603539.jpg

IMG_20190105_174609448_HDR.jpg

IMG_20190105_174638731.jpg

Para entrar no museu o ingresso é 1 real e há bastante material interessante da região. Outra atração de Caçador é uma antiga ponte de madeira, construída em 1924.

IMG_20190105_181250889.jpg

IMG_20190105_181304837.jpg

IMG_20190105_181327089.jpg

O Rio do Peixe é que corta a cidade e há várias pontes para a travessia. O Rio do Peixe é bem tortuoso e banha vários bairros e o interior do município. Caçador está há pouco mais de 500 Km de Porto Alegre. Caçador fica numa área de serra, a mais de 900 metros de altitude,  o que garante muito frio no Inverno e temperaturas mais agradáveis à noite no verão. Confira mais fotos de viagens no Instagram. Ou no Twitter.

Na Serra do Rio do Rastro

Um dos passeios mais legais para quem está de carro no Sul de Santa Catarina, relativamente perto do Rio Grande do Sul, é descer a Serra do Rio do Rastro. No mirante localizado no ponto mais alto, você está a 1.400 metros de altitude. Descer a SC-390 é emocionante.

IMG_0740_640x480

A estrada é cheia de curvas e tem pista simples, por isso eu sempre indico que o melhor passeio é a descida, até mesmo porque a vista é melhor. Só não esqueça de verificar os freios… Bem, na parte superior da Serra, bem próximo do mirante, fica o Eco resort do Rio do Rastro, com cabanas e um ótimo lugar para descansar.

Sem título

O hotel é 5 estrelas, então prepare o bolso…

IMG_0702_640x480

IMG_0727_640x480

Dependendo das condições climáticas, a área do hotel fica coberta por um nevoeiro. Se tiver Sol, é bem melhor.

IMG_0703_640x480

IMG_0730_640x480

Seguindo pela SC-390 na direção contrária, para Bom Jardim da Serra, tem esta bela cascata. A Cascata da Barrinha.

IMG_0747_640x480

IMG_0748_640x480

Para chegar na Serra do Rio do Rastro- parte alta – e depois descer: quem sai de Florianópolis pode pegar a BR-282 em Palhoça em direção a Lages e depois subir a SC-110 para Ubirici. Esta estrada termina na SC-390, então é só pegar à esquerda e seguir para o Rio do Rastro. Quem está no RS, melhor subir a BR-116 até Lages e entrar à direita para São Joaquim. A rodovia que sai de Bom Jesus, no RS, para São Joaquim, não tem asfalto. Melhor fazer um caminho mais longo. No trajeto, é possível conhecer São Joaquim e Urupema, duas cidades que são conhecidas pelo frio em Santa Catarina. O Blog já postou fotos de Ubirici. Eu também tenho perfil no Instagram e no Twitter.

Ubirici: para quem busca um pouco de frio…

Uma pequena e fria cidade

Urubici é uma das cidades mais frias do Brasil. Fica no chamado planalto serrano de Santa Catarina, perto de São Joaquim, que acaba levando a maior fama e atrai turistas no inverno em busca de neve, mas Urubici tem mais atrativos naturais. Há, por exemplo, o Morro da Igreja, cascatas e outros pontos turísticos. É uma cidade bem pequena, em meio a um vale, como se pode ser na foto abaixo: uma vista do mirante:

im1

Urubici tem muitas pousadas, mas bom mesmo é ficar no Urubici Park Hotel, que fica bem no centro da cidade e de onde é possível sair para qualquer passeio. Como se pode ver, Urubici é uma cidade bem pequena.

ima3

ima2

Na zona rural, a caminho do Morro da Igreja, tem algumas paisagens bem bacanas.

Urubici fica numa altitude de 915 metros. São Joaquim a 1.353 metros. O Morro da Igreja está a 1.828 metros. Lá tem uma base da Aeronáutica e a chamada Pedra Furada. A estrada para o morro é asfaltada e muitos turistas procuram o lugar.

fotos: arquivo pessoal.

Acompanhe também minhas fotos no Instagram e no Twitter.

Na Serra do Rio do Rastro

Estamos a 1.421 m de altitude, no mirante da Serra do Rio do Rastro, observando a estrada que vamos percorrer abaixo. São 12 km de descida íngrime.

Antes de descer é possível apreciar a vista…

… ou alimentar os quatis.

Uma vez na estrada, é preciso atenção. Ela é estreita, cheia de curvas e em alguns trechos colada ao paredão de pedra.

Outro problema são os caminhões, especialmente quando vem em sentido contrário. Acho que a estrada deveria ser totalmente proibida para caminhões. Mais fotos de viagem no Instagram. Ou Twitter.