A Campo Grande de MS, que não parece capital

Campo Grande não parece uma capital de estado. É uma cidade de planta baixa, quase não há prédios altos. No centro, são apenas casas. Há um conglomerado de edifícios em determinadas partes, todos residenciais, que parecem terem sido construídos há poucos anos. Campo Grande parece, na verdade, uma cidade grande do Interior. O positivo: há ruas e avenidas largas, com 3 pistas, algumas cortando toda a cidade. Me parece que essas grandes avenidas são novas, e a cidade foi crescendo na área delas. Há bancos espalhados aqui e ali, e lojas de fast-food, entre outras casas comerciais. O bom é que pegando uma dessas avenidas, a gente corta a cidade.

DSCN0858_640x480

As casas são antigas, mas são casas velhas, comuns. Numa esquina, encontrei este prédio.

DSCN0859_640x480

Há algumas pequenas praças espalhadas pela cidade. Uma delas é a das Araras.

DSCN0860_640x480

Há alguns parques também, como o das Nações Indígenas, que tem um lago e local para caminhadas. Num domingo pela manhã, estava cheio.

DSCN0844_640x480

DSCN0848_640x480

O parque fica na frente de um dos shoppings da cidade e perto de uma área com prédios altos.

DSCN0851_640x480

DSCN0855_640x480

Durante a caminhada, uma surpresa:

DSCN0852_640x480

Não sei como é o trânsito em dias normais. No domingo foi muito fácil trafegar por Campo Grande. Eu também estou postando fotos no Instagram. Ou no Twitter.

A avenida Beira rio de Itumbiara, em Goiás

Um exemplo de como uma área às margens de um rio pode ser bem aproveitada. Itumbiara tem sua Avenida Beira-Rio. Uma avenida moderna, com uma área de lazer para as pessoas, lugar para estacionar o carro, restaurantes, etc. Dá uma outra visão para esta cidade goiana.

DSCN0929_640x480

DSCN0930_640x480

DSCN0934_640x480

Há um mirante chamado de Farol. Uma torre de uns 40 m de altura onde é possível subir e ter uma visão de toda a área.

DSCN0946_640x480

DSCN0937_640x480

DSCN0941_640x480

DSCN0942_640x480

Em dias ensolarados é possível acompanhar o por do sol às margens do rio Paranaíba, que separa Goiás de Minas Gerais.

DSCN0953_640x480

DSCN0962_640x480

DSCN0965_640x480

Aliás, quem visita Itumbiara e chega na Avenida Beira-rio, percebe uma grande mudança na cidade.

DSCN0927_640x480

DSCN0928_640x480

DSCN0935_640x480

Itumbiara não é uma cidade muito grande. Nem muito bonita, a não ser na região da beira do rio.

DSCN0947_640x480

DSCN0948_640x480

DSCN0950_640x480

Há um hotel na avenida, o Hotel Beira Rio, que é redondo e tem uma área aberta no interior.

DSCN0924_640x480

DSCN0925_640x480

Do hotel há uma ótima vista de toda a região.

DSCN0967_640x480

Pois é, Itumbiara é uma cidade comum que tem um grande ganho de qualidade com o aproveitamento da margem do rio. Mais fotos estou postando lá no Instagram. Ou no Twitter.

Cuiabá, a capital do Mato Grosso

Se disserem para você que Cuiabá é uma cidade quente, acredite. É mesmo. Eu tive sorte, porque quando passei por lá o céu estava nublado na maior parte do tempo. Era janeiro, época de chuva. Mas quando o sol aparece, é para valer. A temperatura sobe bastante. Mesmo com tempo fechado, faz calor. Cuiabá é uma cidade antiga, tem mais de 300 anos. Fica bem no centro da América do Sul. O Centro Geodésico da América do Sul está aqui.

DSCN0873_640x480

Cuiabá também é aquela cidade onde foi construída a Arena Pantanal para a Copa, numa politicagem do governo Lula. Aqui não tem times de futebol suficientes para utilizarem o estádio o ano todo. O resultado é um estádio novo, moderno, meio abandonado. Dinheiro jogado fora.

DSCN0889_640x480

DSCN0891_640x480

Ao contrário de Porto Alegre, Cuiabá realmente tem um Centro Histórico. Não fica apenas no nome, como na capital gaúcha. Aqui as ruas antigas foram transformadas numa área para pedestres apenas. Sem carros, como era antes a Rua da Praia em Porto Alegre. Depois que abriram para carros por lá, ficou ruim. Em Cuiabá os carros não entram.

DSCN0876_640x480

DSCN0888_640x480

Outro lugar legal de Cuiabá que não tem muito em Porto Alegre é uma panificadora (padaria) bem grande, com lugar para fazer um lanche e um mercado. Você serve o que quiser, pesa e paga. Num espaço bem bonito. A Panificadora Moinho. Ah, tem um amplo estacionamento.

DSCN0872_640x480

DSCN0871_640x480

Tem muita coisa para conhecer em Cuiabá, mas em função do calor, o passeio foi limitado ao centro histórico. Aqui tem a igreja Nossa Senhora do Bom Despacho, no alto de um pequeno morro. É conhecida como a Notre Dame de Cuiabá, por causa de alguns detalhes que são vistos melhor de longe.

DSCN0885_640x480

DSCN0883_640x480

DSCN0884_640x480

Anexo à igreja tem o museu da arte sacra.

DSCN0886_640x480

No centro de Cuiabá, na Praça da República, fica a igreja matriz. A igreja é nova porque a antiga igreja foi destruída por ordem de um bispo e ninguém sabe o motivo. Dizem que a igreja antiga era mais bonita.

DSCN0878_640x480

DSCN0879_640x480

Na volta da praça há alguns prédios históricos.

DSCN0880_640x480

Resumindo: Cuiabá é uma cidade grande, antiga, mas modernizada. Tem algumas grandes avenidas e prédios modernos, preservando os antigos. Acho que, tirando o calor, é bom morar aqui. Não me parece ser uma cidade violenta. Acho que tem grande movimento de turistas, até porque fica a apenas 60 Km de uma das regiões mais bonitas do País, a Chapada dos Guimarães. No Instagram também há fotos de minhas viagens. Também estou no Twitter.