Na região do Morro Malakoff

Um morro com paredão de pedra que é visto de longe por quem circula por estradas da Serra. Fica em Nova Petrópolis, em direção ao Rio Caí e tem cerca de 500 metros de altitude. Chega-se lá a partir da Linha Brasil, na estrada que vai para Gramado.

Tem uma parte de asfalto, mas depois começa estrada de chão.

Em alguns trechos a estrada é boa, mas já próximo ao morro, fica mais estreita. É preciso ter cuidado com veículos mais baixos.

Para subir no Morro tem trilhas, mas encontrei cercas de arame farpado e placas alertando que é propriedade particular e é proibido entrar. Então circulei de carro na base do morro em direção ao rio Caí.

Eu cheguei ao Rio Caí e atravessei, na localidade de Pedancino.

De várias partes da estrada que leva a Caxias do Sul é possível avistar o Morro Malakoff.

Depois do Rio Caí, a primeira localidade é Santa Lúcia do Piaí, em Caxias do Sul. É mais um caminho alternativo para fazer entre as duas cidades. Confira mais fotos em meu perfil no Instagram.

Na represa de Capela do Rosário

Uma das atrações de São José do Hortêncio fica perto da Capela Nossa Senhora do Rosário, no interior, no caminho para Linha Nova.

Seguindo a estrada que passa ao lado da igreja, é possível chegar no Rio Cadeia. Depois de uma estrada de terra bem estreita, no meio de uma lavoura, há lugar para estacionar o carro. É lá que fica a Represa de Capela do Rosário.

É um lugar bem bonito que certamente é bastante procurado pelos moradores da região durante os dias de calor.

Tem algumas pedras na margem do rio e é possível caminhar por lá.

Para chegar na margem do rio, tem uma trilha entre árvores.

De São José do Hortencio e Lindolfo Collor há uma estrada com parte asfalto e parte chão que leva até São Sebastião do Caí e Feliz. Uns dois meses antes cheguei a fazer este caminho, a partir de Feliz. As fotos abaixo são de lá.

Depois de passar por São José do Hortêncio e o Rio cadeia, era hora de subir para a Serra. No caminho, passei por Linha Nova. Tema do próximo Post. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

Cascata escondida no interior de Carlos Barbosa

Este passeio foi bem interessante. Saí de Farroupilha pela estrada que leva ao Salto Ventoso, a partir do centro. Tem asfalto e depois, chão. Depois, logo após uma igreja, entrei à esquerda, em direção ao Forromeco. Uma estrada de chão bem estreita, em meio a belas paisagens.

De vez em quando aparece alguma casa.

O Arroio Forromeco acompanha parte da estrada.

Um pouco antes de um local conhecido como Cascata Paraíso, ao qual não tive acesso, tem outra cascata, sem nome, dentro de uma área particular. O dono, seu Jucelino, me deixou entrar e me acompanhou numa pequena trilha até a cascata.

A casa dele fica bem às margens do arroio.

Aí já é no interior de Carlos Barbosa, seguindo em direção à localidade de Santo Antonio do Forromeco. É uma estrada bem conservada, embora atravesse uma região bem rústica.

A localidade do Forromeco já é caminho para São Vendelino e vou mostrar no próximo Post. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

A Vila Segredo, de Ipê

Esta bela localidade fica a 14 km do centro da cidade de Ipê, que é vizinha de Antonio Prado, na Serra. Tem cerca de 1.200 habitantes. No início a localidade se chamava Paiol, por causa de um paiol de milho que atendia aos tropeiros que passavam pela região. Bem no centro de Vila Segredo fica a igreja de pedra. A igreja São Pedro.

A igreja fica na praça. que tem wifi de graça.

A localidade é pequena e tem poucas ruas.

Na frente da igreja fica o hospital.

E bem perto da igreja tem um prédio bem antigo que parece ter sido um antigo moinho.

Para chegar ou sair de Vila Segredo, a partir de Ipê ou Protásio Alves, tem que encarar estrada de chão, em bom estado.

Para quem segue para Protásio Alves ou André da Rocha, tem a ponte do Rio Turvo.

Depois da ponte tem a linha ferroviária e, ao lado, o túnel ferroviário número 56.

Até Nova Prata são cerca de 20 km, passando por Protásio Alves. A distância é quase a mesma para André da Rocha. Vila Segredo é mais um dos lugares pouco conhecidos do RS que mostro aqui no site. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

Capelas e pequenas igrejas no interior de Caxias do Sul

A comunidade italiana é muito religiosa e uma mostra disso são as várias capelas e igrejas que a gente encontra ao circular pelas estradas de terra do interior. Só neste passeio encontrei quatro. Depois de atravessar o Rio Caí na localidade de Nossa Senhora do Pedancino, em Nova Petrópolis, subi em direção a Caxias do Sul, passando pelo distrito de Santa Lúcia do Piaí. Todas as capelas e igrejas estão devidamente assinaladas no Google Maps. Bem fácil de achar.

img_20200805_1040253712900697120482016354.jpg

Esta primeira é de pedra, com a torre ao lado. Bem simples, mas se destaca na paisagem.

img_20200805_1040434198828758401376434249.jpg

Outra bem semelhante, de pedra também.

img_20200805_1051273781073539392157207494.jpg

A torre fica no lado contrário da igreja anterior.

img_20200805_1051448722774961548330730986.jpg

Depois, uma surpresa. Uma bela igrejinha de madeira.

img_20200805_1057418264527266511568993692.jpg

img_20200805_1058077803348587581113590777.jpg

E por fim, uma capela:

img_20200805_111556334528382093084365093.jpg

img_20200805_111617134707742661382537301.jpg

Esta última fica já bem perto de Santa Lúcia do Piaí. Todo este passeio foi feito em estrada de chão, em ótimo estado de conservação. É possível percorrer sem problemas com qualquer tipo de carro. Mais fotos de viagens, você confere no meu perfil no Instagram.