Passando pela localidade de Entrepelado

Este Distrito de nome estranho fica em Taquara, numa estrada de chão que começa na RS-020 e vai até Santo Antônio da Patrulha.

A estrada não é ruim. É bem larga e está bem plana na maior parte do trecho. O que tem em Entrepelado? Pouca coisa. Algumas casas e uma igreja.

Neste prédio antigo funcionava alguma coisa…

No caminho para Santo Antônio da Patrulha passei por outras comunidades da região, entre elas Catanduva Grande.

Pelo caminho, belas paisagens e pequenas igrejas, além de uma estrada que em dias mais secos deve ter muito pó.

Entre Taquara e Santo Antônio da Patrulha existem diversas comunidades que já foram mostradas aqui no Site. Confira mais fotos de viagens lá no meu perfil no Instagram.

Uma capela de madeira no interior de Anta Gorda

A capela fica na Linha Ferronato, onde também tem uma cascata. A capela é pequena.

Aparentemente a capela não tem nome e nem sei se está ativa.

Na linha Ferronato também tem um riacho, com o mesmo nome.

Antes de chegar na Linha Ferronato, passei pela capela Santo Antônio, também em Anta Gorda. A capela completou 100 anos em 2014.

Anta Gorda fica numa região muito bonita.

Em Anta Gorda tem um bom hotel e restaurante, bem no centro, na frente da praça. É uma das opções de hospedagem na região. Confira mais fotos de minhas viagens lá no Instagram.

Em Lajeado Feio e Lajeado Bonito

Mais um roteiro feito em abril entre as cidades de Coqueiro Baixo e Putinga. Ainda em Coqueiro Baixo, uma igreja de 1968.

Algumas casas de madeira pelo caminho.

Algumas estradas estreitas também.

Seguindo meu caminho, passei pela Linha Cordilheira, com sua igreja verde ao lado de um cemitério.

Em seguida passei por Lajeado Feio, e depois Lajeado Bonito. Não sei qual a origem dos nomes, mas achei o Lajeado Feio mais bonito.

Em Lajeado Bonito encontrei apenas uma simples igreja.

Depois desse roteiro o destino foi Ilópolis, para passar a noite. Confira mais fotos de minhas viagens por aí lá no Instagram.

Nas comunidades de Pedras Brancas e Arroio da Laje

Duas localidades no interior de Coqueiro Baixo, cidade do Vale do Taquari. Mais um roteiro feito em estrada de chão, conhecendo os distritos do Interior. Em Pedras Brancas, o que se destaca é a igreja.

Seguindo para o Norte, fica a comunidade de Arroio da Laje, um pouco maior.

A igreja tem uma cor diferente.

O passeio foi feito numa segunda-feira de muito Sol e temperatura agradável, em abril.

Todas as estradas de chão onde passei pela região estavam em bom estado, quase sem buracos e bem planas. Confira mais fotos de minhas viagens lá no Instagram.

Antigo cemitério da colonização italiana em Coqueiro Baixo

Um local histórico a poucos quilômetros do centro de Coqueiro Baixo, em direção a Putinga. Um cemitério italiano do século 19. O acesso é por estrada de chão.

A estrada está boa, sem buracos.

Caminhando pelo cemitério é possível encontrar túmulos de mais de 100 anos.

Antes de chegar a Coqueiro Baixo passei por três comunidades de Nova Bréscia. A região tem colonização alemã e italiana. E muitas igrejas. A primeira delas é a da Linha Nova Olinda.

Depois tem a Linha Pinheiros.

E finalmente a linha Coqueiro Alto.

Cada comunidade tem sua igreja e casas próximas. Este roteiro foi feito todo em estrada de chão. Confira mais fotos de minhas viagens lá no Instagram.