Uma capela de madeira no interior de Ipê

Uma pequena e bonita capela de madeira fica numa estrada de chão a uns 7 km da RS 122, logo depois da entrada de Ipê. É a igreja de Nossa senhora da Pompéia.

A estrada não é ruim, mas tem alguns trechos com pedras. Ao lado da capela tem um campanário também de madeira.

Depois de passar por esta capela segui adiante mais alguns quilômetros por estrada de chão até Vila Segredo, que tem uma igreja de pedras bem bonita.

No entorno da praça fica o antigo hospital e algumas casas antigas.

Neste dia que passei por lá estava bem calor. Fazia 38 graus.

De Vila Segredo voltei para Ipê por asfalto e depois peguei uma estrada de chão até Antônio Prado. Na saída de Antônio Prado, perto de um restaurante às margens da RS-122, tem um bonito casarão de madeira.

Era janeiro, época da colheita da uva.

Passeando de carro pela Serra nesta época a gente sente o cheiro de uva no ar. E pelas estradas de chão do interior é grande o movimento de caminhões que transportam a uva colhida para as vinícolas. Confira mais fotos de viagem lá no Instagram.

Uma barragem escondida em Daltro Filho

Um local que vi no Google Maps me chamou a atenção em Imigrante, mais precisamente na localidade de Daltro Filho. Uma barragem que leva o nome do distrito. Fica quase ao lado da estrada, meio escondida no mato.

Caminhando por uma trilha cheguei a umas ruínas e a uma chaminé.

Tem um riacho por lá também.

Não sei o que tinha por lá, talvez uma antiga usina. Bem, nesse dia quentíssimo de janeiro, saí de manhã de Lajeado e passei por Colinas. Andei pela localidade de Santa Maria Goretti e fotografei casas antigas.

Depois que passei por Daltro Filho segui para a Serra, por Coronel Pilar até Garibaldi e Bento. Do interior de Bento, subi até perto de Pinto Bandeira por estrada de chão, passando pelo vale do Rio Burati, onde fazia 43 graus. Depois, desci por estrada de chão e asfalto até a Vila Jansen, em Farroupilha. No caminho, fiz algumas fotos perto da Casa de Bona.

Este roteiro foi feito num sábado de janeiro, em meio a forte onda de calor que atingiu o Sul do País. Estava quente até na Serra. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

Na Cascata de Santa Justina

Santa Justina fica em Caxias do Sul, perto do limite com Flores da Cunha. A estrada para Santa Justina começa perto do parque da Festa da Uva e segue para o interior. É cheia de vinhedos, mas tem uma cascata.

O acesso fica a uns 6 km do parque da Uva. Tem uma pequena entrada onde dá para estacionar o carro. Depois é só caminhar uns 200 metros até a trilha final.

A primeira parte é fácil, mas os últimos metros são mais complicados, mesmo assim é possível descer com tranquilidade.

O lugar é bem tranquilo em dias da semana e fica mais movimentado nos sábados e domingos.

Até é possível tomar um bom banho.

A estrada para Santa Justina está em bom estado no começo, mas depois tem muitos buracos na pista. A estrada é caminho para Otávio Rocha, em Flores da Cunha. Confira mais fotos de minhas viagens lá no Instagram.

No Paradouro do Suco, em Flores da Cunha

Um lugar bem interessante para se conhecer no interior de Flores da Cunha. Acesso a partir da estrada para Nova Pádua, na altura do Travessão Alfredo Chaves. Uma das atrações é um mirante de onde se tem uma bela vista dos vinhedos da região.

Tem um elevador, mas é mais legal subir de escada mesmo.

O ingresso custa 10 reais, mais a consumação, se houver. Além de bebidas, há lanches e petiscos, num espaço bem agradável.

Há um roteiro planejado para a região, chamado de Caminhos do Alfredo, incluindo 12 empreendimentos. Além do Paradouro do Suco, o roteiro terá como atração o Mirante Gelain, no Travessão Alfredo Chaves e oferece uma vista do Rio das Antas. O Travessão fica entre Flores da Cunha e Nova Pádua. Neste mesmo dia em que fiz o passeio ao Paradouro, andei pelo interior de Flores da Cunha, onde descobri esta casa abandonada.

Fica para os lados de Otávio Rocha, de onde segui também para Nova Pádua, no Travessão Divisa.

Fui até o Belvedere dos Sonda, para ver o Rio das Antas, que estava com nível baixo.

Flores da Cunha e Nova Pádua são cidades vizinhas e ambas tem diversos atrativos para o turista. Confira mais fotos de viagem lá no meu perfil no Instagram.

Na região da Nova Sardenha

Um passeio feito em janeiro, pelo interior de Farroupilha, num dia de muito calor. Primeiro passamos no Salto Ventoso, que estava quase seco devido à estiagem.

A estrada que sai do centro de Farroupilha para a cascata está totalmente asfaltada. São uns 14 km de distância do centro. Tem outro caminho, que fiz na volta. Segui em direção ao desvio Blauth, passando pelo distrito de Nova Sardenha. No caminho, esta bela casa de madeira.

A estrada também tem asfalto. Na Nova Sardenha fica a igreja de São Paulo da Cruz.

Este passeio foi feito numa sexta-feira. No fim de semana aconteceram algumas pancadas de chuva de verão. Na segunda-feira voltamos ao Salto Ventoso, que tinha um pouco mais de água.

Ainda assim, está bem longe do normal. O Salto Ventoso é um dos principais atrativos turísticos da região de Farroupilha. Confira mais fotos de minhas viagens lá no meu perfil no Instagram.