Uma vinícola em Farroupilha e Feira do Livro em Caxias

Um dos caminhos para chegar a Farroupilha passa pelo Desvio Blauth, a partir de Carlos Barbosa. Logo no início, já quase em Garibaldi, fica a Vila Rica, com a sede da Vinícola Chesini.

Um dos destaques da vinícola é o Moscatel, que é premiado.

No interior da vinícola tem um memorial, que conta a história da família.

Na parte externa, um espaço para relaxar em meio aos vinhedos.

Este passeio foi feito na primeira quinzena de dezembro do ano passado e a Serra estava com as hortênsias em evidência.

Na frente do restaurante Caminhos do Trem, uma linha férrea desativada.

Em Caxias, acontecia mais uma edição da Feira do Livro, na Praça Dante.

O céu nublado prometia chuva, que naquele dia não veio. No fim da tarde o tempo melhorou e ficou bem bonito na cidade.

A foto acima foi feita a partir do Tri Hotel e Flat no centro, na Avenida Os 18 do Forte. Um dos hotéis mais baratos de Caxias e mais confortáveis também. Confira mais fotos de viagens lá no Instagram.

De Bom Retiro do Sul a Lajeado

As duas cidades são quase vizinhas e ambas tem em comum o Rio Taquari. Este roteiro foi feito por um caminho alternativo, pegando estrada de chão em Bom Retiro do Sul. Para chegar lá usei a RS-128 a partir da BR-386, que passa bem pelo centro da cidade.

Depois é só seguir em frente até a eclusa, o principal ponto turístico da cidade. Era dezembro de 2020 e, por causa dessa pandemia, o local estava fechado. Fotos, só de longe.

Já estive outras vezes na região e visitei a eclusa. Um dos lugares mais bonitos às margens do rio. Confira AQUI. Bem, seguindo a estrada de chão depois da eclusa, tem uma comunidade e uma igreja luterana.

Depois de um trecho de chão com muito pó, volta o asfalto, já em Estrela, na comunidade de Arroio do Ouro.

Tem a igreja São Pedro Canísio e algumas casas.

Dali até o centro de Estrela é bem perto. Depois é só voltar à BR-386 e seguir para Lajeado. Nesta parte do Estado tem bastante igrejas luteranas. Acho que é porque é terra de imigrantes alemães. Confira mais fotos de viagens lá no meu perfil no Instagram.

De Paverama a Fazenda Vila Nova

Um roteiro que fiz pelo interior desses dois municípios, conhecendo algumas comunidades. Na verdade, Paverama é um bom desvio para quem não quer pagar o pedágio da BR-386 em Fazenda Vila Nova. Saí de Porto Alegre pela 386 e entrei na estrada para Paverama, depois do primeiro pedágio. Logo em seguida, à esquerda, tem uma pequena capela, a de Nossa Senhora da Assunção.

A estrada é de chão, mas a distância é bem curta.

Depois voltei para o asfalto e logo em seguida, à direita, tem uma capela antiga e abandonada.

Tem uma loja e um terreno para estacionar o carro.

Esta casa de madeira antiga fica ao lado.

Seguindo para Paverama, passei pelo centro e fui até a Linha Brasil, onde tem uma pequena igreja católica.

De Paverama meu destino final era Lajeado mas, para evitar o segundo pedágio, peguei uma estrada de chão em direção a Fazenda Vila Nova. No caminho, a comunidade de São Pedro de Santana.

O dia estava bonito, com muito sol e bastante calor. Termômetro do carro chegou a marcar 40 graus.

Essas estradas de chão geralmente estão em bom estado, o principal problema é o pó. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

A gruta religiosa de Dom Pedro de Alcântara

Esta gruta é bem interessante porque fica no alto da parede de um morro. A gruta foi aberta pela ação da água há milhares de anos. Os primeiros imigrantes escalavam o morro para chegar à gruta e ter uma vista da região. Hoje há escadarias e o local virou atração turística, de fácil acesso de carro.

A chegada de carro é fácil, há amplo local para estacionar.

Depois da primeira escadaria tem um restaurante.

A segunda escadaria é mais íngrime.

Dentro da gruta de imagens religiosas.

E uma vista de toda a área em volta.

O morro não é muito alto. Chega a uns 70 metros em relação ao nível do mar. Depois de apreciar a vista, é hora de descer.

Dom Pedro de Alcântara é uma pequena cidade no Litoral Norte, perto de Torres. O acesso com asfalto é feito a partir da BR-101. Depois pega-se um trecho de chão para chegar à gruta.

No caminho encontrei esta casa bem antiga.

Depois de passar por Dom Pedro de Alcântara, segui para Torres, onde passei a noite. O hotel fica no centro, perto da chamada prainha.

No outro dia voltei para a 101 mas meu destino era a Serra, pela Rota do Sol. No caminho, passei por Três Forquilhas.

Depois foi só subir a Rota do Sol. Como estamos no verão, certamente a estrada está bem movimentada agora. Este roteiro que fiz pelo Litoral/Serra foi no fim de novembro. Confira mais fotos de minhas viagens lá no Instagram.

De Santa Tereza a Roca Sales

O que estas duas cidades tem em comum? O Rio Taquari. O caminho é de estrada de chão, passando por algumas localidades do interior. A primeira delas é o Campinho, bem próximo de Santa Tereza.

Às margens do Rio Taquari, a localidade tem uma igreja e poucas casas.

A estrada de chão não é ruim. Apenas alguns trechos com alguns pedregulhos. Um pouco mais adiante no caminho tem outra comunidade, de São José Violanda.

Além da pequena igreja, o que mais chama a atenção é uma casa bem antiga.

Os moradores dessas pequenas localidades de interior devem sofrer muito com o pó.

São poucas as que tem algum calçamento. A maioria fica na beira de estrada de chão mesmo. Eu esperava mais desse roteiro, mas tinha bem pouca coisa para conhecer e fotografar. Confira mais fotos no meu perfil no Instagram.