Passando pela Forqueta Baixa

Esta pequena localidade pertence a Caxias do Sul. Para chegar lá peguei a Estrada da Uva, no entroncamento com a RS-452, na localidade de Vale do Caí.

A estrada começa com asfalto e fica bem perto do Rio Caí, que aparece na foto acima. Subindo a estrada, o asfalto acaba. Tem um arroio, o Arroio do Ouro.

Uma casa bem antiga pelo caminho, que antigamente era usado pelos primeiros colonos que subiram a Serra.

Esta casa é de 1878 como diz a placa.

A localidade tem outras casas.

Algumas bem interessantes.

E tem ainda a igreja de São Pedro, junto ao cemitério.

Depois é só continuar subindo a Estrada da Uva para chegar a Caxias do Sul. É mais um caminho alternativo para ir até a região da Serra Gaúcha. Confira mais fotos no meu perfil no Instagram.

A Vila Segredo, de Ipê

Esta bela localidade fica a 14 km do centro da cidade de Ipê, que é vizinha de Antonio Prado, na Serra. Tem cerca de 1.200 habitantes. No início a localidade se chamava Paiol, por causa de um paiol de milho que atendia aos tropeiros que passavam pela região. Bem no centro de Vila Segredo fica a igreja de pedra. A igreja São Pedro.

A igreja fica na praça. que tem wifi de graça.

A localidade é pequena e tem poucas ruas.

Na frente da igreja fica o hospital.

E bem perto da igreja tem um prédio bem antigo que parece ter sido um antigo moinho.

Para chegar ou sair de Vila Segredo, a partir de Ipê ou Protásio Alves, tem que encarar estrada de chão, em bom estado.

Para quem segue para Protásio Alves ou André da Rocha, tem a ponte do Rio Turvo.

Depois da ponte tem a linha ferroviária e, ao lado, o túnel ferroviário número 56.

Até Nova Prata são cerca de 20 km, passando por Protásio Alves. A distância é quase a mesma para André da Rocha. Vila Segredo é mais um dos lugares pouco conhecidos do RS que mostro aqui no site. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

O Grutão Ecoparque de Caxias do Sul

Este belo local para passeios fica no distrito de Santa Lúcia do Piaí. Tem uma bela cascata e uma gruta, que dizem ser a maior do município. O ingresso é 10 reais por pessoa.

img_20200805_1207234106635969779005120129.jpg

Pode-se chegar lá a partir de Caxias ou de Santa Lúcia do Piaí. O local está bem sinalizado no Google Maps.

img_20200805_1128277275197424376415868033.jpg

img_20200805_1129472533008023792676521332.jpg

As trilhas são bem fáceis e bem sinalizadas.

img_20200805_1139191239111559344760892602.jpg

Tem lancheria no parque também.

img_20200805_1144135547958744582213902507.jpg

img_20200805_11401847355500510549424570.jpg

Também há locais para fazer churrasco.

img_20200805_1140484664017559124273224333.jpg

img_20200805_1138361248454876129856486289.jpg

img_20200805_113012401764484737771876924.jpg

Eu cheguei lá a partir de Santa Lúcia do Piaí. Fica bem perto do centro do distrito e a estrada é boa. Saindo de Caxias tem uma parte asfalto e parte chão, mas estrada boa também. A estrada começa na região do zoológico da Ucs. Fácil de achar pelo Google. Confira mais fotos de viagens no meu perfil no Instagram.

Capelas e pequenas igrejas no interior de Caxias do Sul

A comunidade italiana é muito religiosa e uma mostra disso são as várias capelas e igrejas que a gente encontra ao circular pelas estradas de terra do interior. Só neste passeio encontrei quatro. Depois de atravessar o Rio Caí na localidade de Nossa Senhora do Pedancino, em Nova Petrópolis, subi em direção a Caxias do Sul, passando pelo distrito de Santa Lúcia do Piaí. Todas as capelas e igrejas estão devidamente assinaladas no Google Maps. Bem fácil de achar.

img_20200805_1040253712900697120482016354.jpg

Esta primeira é de pedra, com a torre ao lado. Bem simples, mas se destaca na paisagem.

img_20200805_1040434198828758401376434249.jpg

Outra bem semelhante, de pedra também.

img_20200805_1051273781073539392157207494.jpg

A torre fica no lado contrário da igreja anterior.

img_20200805_1051448722774961548330730986.jpg

Depois, uma surpresa. Uma bela igrejinha de madeira.

img_20200805_1057418264527266511568993692.jpg

img_20200805_1058077803348587581113590777.jpg

E por fim, uma capela:

img_20200805_111556334528382093084365093.jpg

img_20200805_111617134707742661382537301.jpg

Esta última fica já bem perto de Santa Lúcia do Piaí. Todo este passeio foi feito em estrada de chão, em ótimo estado de conservação. É possível percorrer sem problemas com qualquer tipo de carro. Mais fotos de viagens, você confere no meu perfil no Instagram.

Veja o Lobo Guará da cédula de 200 reais ao vivo em Minas

O lançamento da cédula de 200 reais tornou em evidência um animal que está em extinção no Brasil, o Lobo Guará. Há um lugar no País em que é possível ver de perto este belo animal. É no Santuário da Caraça, em Minas Gerais, a cerca de 100 km de BH. Um antigo seminário que virou hospedaria tem como principal atração as visitas diárias do lobo guará.

Nos fins de tarde os hóspedes vão até a área externa do santuário à espera do lobo.

É um momento mágico quando o animal, tranquilamente, sobe a escadaria e se alimenta sem se preocupar muito com o público. Os padres do mosteiro começaram a colocar alimentos há muitos anos e, aos poucos, o lobo guará foi se chegando para comer. Hoje é atração deste belo lugar mineiro.

O Santuário do Caraça fica no município de Santa Bárbara, numa das regiões mais bonitas de Minas Gerais.

Já circulei por lá algumas vezes. Vale a pena conhecer. Mais informações sobre o Santuário no Post que coloquei há alguns anos, sobre o Caraça. Agora, o desenho do lobo guará que está na nota de 200 reais não faz justiça à beleza do animal.

Se você for a Minas Gerais algum dia, reserve algum tempo para conhecer a região das Catas Altas, onde fica o Caraça. E confira mais fotos de minhas viagens no Instagram.