A Gruta Pauletti de Nova Pádua

Circulando por Nova Pádua alguns dias atrás me chamou a atenção uma pequena placa apontando para a Gruta Pauletti. Resolvi seguir para ver o que tinha lá. A gruta fica bem perto do centro e tem acesso por uma estrada de chão com cascalho. É uma descida em meio a árvores e um paredão de pedra.

img_20200420_1450272596554989940652993829.jpg

img_20200420_1456036675622485850411749723.jpg

A gruta é bem pequena e fica ao lado da estrada.

img_20200420_1451243342196525039180433967.jpg

img_20200420_1451001411082324322469391053.jpg

Um lugar que certamente quase que apenas os moradores da região conhecem. Na volta a estrada é uma subida, mas o carro aguenta bem.

img_20200420_1456123271068327552495137040.jpg

No mesmo dia andei pelo interior de Caxias do Sul. No bairro Desvio Rizzo fui conhecer um parque inaugurado há pouco tempo. Tem um lago e lugares para caminhar.

img_20200420_1156521624542627906616513243.jpg

img_20200420_1156352767242742549607798407.jpg

O bairro Desvio Rizzo é bem grande, maior até que muitas cidades do interior. O acesso principal é feito pela estrada que liga Caxias a Farroupilha, mas eu cheguei lá a partir da Estrada da Uva.

img_20200420_1153401503216051111308228552.jpg

As pequenas estradas do interior, asfaltadas ou não, são ótimas para passear de carro. Geralmente há belas paisagens em torno, ou outras surpresas.

img_20200421_11505874259491442817042172.jpg

Nova Pádua e Caxias tem muitas estradas pouco movimentadas pelo interior, basta pegar o carro e sair para descobrir novos lugares. Confira também meu perfil no Instagram, com mais fotos.

Caxias: bairro Forquetta e Estrada da Uva

Caxias do Sul tem a Estrada do Vinho e a Estrada da Uva. Esta última tem uma parte que passa pelo bairro Forquetta. Este bairro fica perto da estrada que liga Caxias e Farroupilha. Tem uma igreja bem bonita ao lado de uma linha de trem desativada.

img_20200420_1041277786850908104841001066.jpg

img_20200420_1040159654367466076397508636.jpg

img_20200420_1036581077929600023926424698.jpg

Na praça em frente à igreja tem este cidadão pelado. Lembrei do Bernardão, um personagem mineiro que já mostrei no site. Veja AQUI.

img_20200420_1043237674283899960138187206.jpg

Caxias do Sul também está ligada à uva e ao vinho.

img_20200420_1044025902583935776516822011.jpg

img_20200420_104242278977615152710185176.jpg

Aliás, no Outono, os vinhedos apresentam cores bem interessantes.

img_20200420_111347391798661011474835871.jpg

Do Bairro Forquetta passei por um trecho da Estrada da Uva. A foto acima foi feita ao lado desta casa em ruínas.

img_20200420_1114256381671930400175197946.jpg

Mais adiante uma pequena igreja.

img_20200420_1119468345502093652349363335.jpg

Ficou bonito o contraste da cor da igreja com as árvores.

img_20200420_1118407696872084221767368949.jpg

img_20200420_111734292973732411506477661.jpg

img_20200420_1119591052201456225477177678.jpg

Caxias do Sul tem muitas estradas do Interior asfaltadas, o que garante mais tranquilidade nos passeios. Caxias não é uma cidade que atrai muitos turistas, mas é um bom lugar para se hospedar porque tem uma grande rede hoteleira e uma grande variedade de restaurantes. Confira também meu perfil com fotos lá no Instagram.

Falta de chuva seca cachoeiras e cascatas no Rio Grande do Sul

Todo mundo só fala em coronavírus, mas tem um outro problema muito grave no RS. A falta de chuva desde o ano passado afeta bastante todas as regiões do Estado. Esse passeio foi feito em antes da última chuva. A situação crítica era vista na Cascata dos Amores, na estrada para Pinto Bandeira. A cascata era assim.

s1

s2

Veja como estava:

img_20200421_1204476213590913678214602834.jpg

img_20200421_1210507385337186652746801699.jpg

O Salto Tomasini, que fica na mesma estrada e pode ser visto do Caminhos de Pedra na Casa dos Doces, era assim.

s1

s2

Depois ficou desse jeito.

img_20200421_1219180553881706833271758595.jpg

img_20200421_1219223413017389611552747738.jpg

O rio Caí estava bem baixo. O Rio das Antas também. Assim estava a vista do Belvedere dos Sonda, em Nova Pádua. O cachoeirão praticamente sumiu.

img_20200420_1512033535844734637646985074.jpg

img_20200420_1512067557227566942320118082.jpg

No vale do Rio Pardo, a situação também foi grave. O Lago Dourado perdeu 2 cm por dia em Santa Cruz do Sul. A foto abaixo é antiga.

s5

O lago abastece a cidade. Segundo o jornal Gazeta do Sul, foi o período mais crítico da história. Vejam como estava o lago:

DJI_0015

No Oeste, o Rio Uruguai estava tão baixo que em alguns locais era possível atravessar a pé. Este ano de 2020 é perdido, porque está quase tudo parado na economia. O ano de 2021 será de quebradeira geral, caos econômico, porque a produção agrícola será afetada pela falta de chuva. Há leve indício de um La Niña, o que significa que o Estado irá enfrentar novo período de pouca chuva.  Futuro negro teremos pela frente. Confira mais fotos de viagens no Instagram.

 

Serra Gaúcha começa a retomar atividades

Ainda tímido, mas já há movimentação de pessoas na Serra. Estive em Gramado no último domingo e vi algumas pessoas passeando. Mesmo assim, a Rua Coberta estava irreconhecível.

img_20200419_1442559523287037947589863442.jpg

Caminhando pelas ruas da cidade era possível observar algumas pessoas, inclusive famílias com crianças, mas pouca gente.

img_20200419_1457120018744967111235881026.jpg

img_20200419_1504534033071954381885672650.jpg

A circulação de veículos também era pequena para um domingo.

img_20200419_1502265833551658701113805525.jpg

img_20200419_1510524438163568931631994064.jpg

img_20200419_1511048038452499365140124809.jpg

Hotéis de Gramado ainda não estavam operando. O certo é que ainda vai demorar muito para a situação voltar ao normal. Influenciados pelos noticiários da TV e pelas fake news das redes sociais, muita gente está completamente histérica. Mas, tomando certos cuidados, não há qualquer problema em sair à rua. Depois de Gramado passei por Nova Petrópolis, que me pareceu mais movimentada.

img_20200419_1603299703527106280827024703.jpg

img_20200419_1603383651018138342535572567.jpg

Nova Petrópolis também está com hotéis sem operar normalmente, mas em Caxias, achei um hotel aberto. O antigo Bergson Flat mudou de rede e agora é da Tri Hotéis. Fica na Avenida Os 18 do Forte, bem no centro.

img_20200419_1811016114112017053007528929.jpg

O valor das diárias caiu um pouco e vale a pena se hospedar lá. Havia pouca gente no hotel, estava bem tranquilo. No centro de Caxias, muita gente circulando na segunda-feira e algumas lojas abertas. Aos poucos, vamos voltando ao normal. Confira mais fotos de viagens no Instagram.

O Monumento ao Imigrante na cidade de Imigrante

Parece redundância, mas não é. Existe um monumento ao imigrante em Imigrante, cidade que fica ao lado de Colinas, no Vale do Taquari. Colinas é aquela tranquila cidade que tem várias atividades para agradar ao turista, além de lugares incríveis para conhecer. Depois que essa crise toda passar, procure o Vale Aventura, que é um ótimo lugar para se hospedar. A cidade geralmente é bem calma nos fins de semana de verão.

img_20200224_1249247375427931279069495175.jpg

A estrada que liga as duas cidades tem paisagens com cores variadas, de acordo com a época do ano.

img_20200224_1028028184699829802750972093.jpg

A cidade de Imigrante inaugurou há pouco tempo um monumento em homenagem aos imigrantes que povoaram a região. Fica na localidade de Seca Baixa, perto do centro, para quem chega por Colinas.

img_20200224_130036474478945808471057473.jpg

img_20200224_1300455947608104365460208658.jpg

É bem na frente da igreja.

img_20200224_1300584655034139028881134157.jpg

Em frente ao monumento tem o arroio da Seca Baixa e uma ponte para atravessar.

img_20200224_1302016665531840389751175686.jpg

Uma antiga ponte pênsil fica ao lado.

img_20200224_130231905572373541823944693.jpg

img_20200224_1301580263499071908733571117.jpg

Em época de pouca chuva o arroio faz jus ao nome. Imigrante tem como atrações para o turista o Cactário Horst e o Mosteiro, na localidade de Daltro Filho. Confira também meu perfil no Instagram.