No alto do Hotel Laghetto de Rio Grande

Este é um dos mais novos hotéis de Rio Grande. Foi inaugurado no fim de 2018. Tem 18 andares. No terraço há um lugar para apreciar a cidade. É muito bonito.

img_20191120_153154982926742742834960450.jpg

img_20191120_1531183137345881763845479515.jpg

Rio Grande é uma das cidades mais antigas do RS.

img_20191120_1531583875947939703885094867.jpg

img_20191120_15320800597620091148047983.jpg

img_20191120_1532308467210778086514605031.jpg

O hotel fica perto do centro. É possível caminhar até a praça onde ficam museus e casarões históricos.

img_20191120_1651564903532575152935779159.jpg

img_20191120_1652591876448812349701643472.jpg

img_20191120_1715514973092405122751507317.jpg

Esta é a igreja mais antiga do RS. Começou a ser construída em 1755.

img_20191120_1645584393749882629690361854.jpg

img_20191120_1717268451299795860515939972.jpg

Esta outra igreja, de pedra, fica nas proximidades.

img_20191120_1729022112833923511575286017.jpg

Voltando ao hotel Laghetto, é possível acompanhar o por do sol.

img_20191120_1839048441548913924077154575.jpg

img_20191120_1902196022634175863513966173.jpg

img_20191120_190627_4013902943532821044174.jpg

img_20191120_190751_3775644030507489236214.jpg

Depois que anoitece…

img_20191120_194028_1372570061881698057962.jpg

De Porto Alegre a Rio Grande existem três postos de pedágio, cada um cobrando 12,30. É possível pagar também em cartões de crédito e débito. A BR-116 está com as obras intermináveis de duplicação, mas tem uns trechos duplicados já liberados. Confira mais fotos de viagens no Instagram. Amanhã começa 2020. Espero fazer mais viagens por aí, principalmente para fora do RS. O ano de 2019 ficou marcado para mim porque consegui completar as 497 cidades do RS.

Na fronteira com o Uruguai

Continuamos na região da Campanha, perto da fronteira com o Uruguai. Duas cidades pequenas que estão paradas no tempo. Morei em Dom Pedrito e Pinheiro Machado quando era guri. Estive lá em 2014 e voltei este ano, em novembro. Pouco mudou. Dom Pedrito está quase igual.

img_20191119_1312036377461221743459789800.jpg

Tem um ótimo restaurante no centro, em frente a praça da caixa d’água. E mais nada. A mesma coisa acontece em Pinheiro Machado. O Hotel Quitandinha ainda está lá, mas acho que agora só funciona como bar e restaurante.

img_20191120_1150597021258938956079382021.jpg

Na frente da praça o antigo cinema está em ruínas.

img_20191120_1151599043128316656277660685.jpg

Circulando pela cidade, vê-se as mesmas casas de anos atrás.

img_20191120_123511_3607443740618715270748.jpg

img_20191120_1233337714356658211793527588.jpg

img_20191120_1233305396311106093268981643.jpg

 

img_20191120_1231200863553614621955042981.jpg

img_20191120_1230013782814589559000134228.jpg

img_20191120_1231093173404313169102451324.jpg

img_20191120_1229411271759580234526943056.jpg

Tenho certeza que se voltar a Pinheiro Machado e Dom Pedrito daqui a alguns anos, estará tudo igual. No meio das duas cidades  fica Bagé, que é mais movimentada mas o trânsito é ruim. As ruas e avenidas não tem asfalto. O calçamento é irregular. Muito ruim de circular de carro. No centro, há alguns casarões antigos.

img_20191119_1554277115619358750693578512.jpg

Bagé tem muitos hotéis. As fotos abaixo foram feitas a partir do Hotel Obino, que fica bem no centro, na frente da praça.

img_20191119_1522363852436074690241869350.jpg

img_20191119_1456122328418675521735414435.jpg

A última foto foi feita na sacada do prédio da Rádio Difusora, também no centro.

img_20191119_1538127926091233739894023743.jpg

O bom de viajar pela região é que a BR-293 não tem muito movimento. A estrada é de pista simples, tem alguns pontos com falhas no asfalto, mas está boa em seu estado geral. Entre a BR-116 e a BR-158 o trânsito geralmente é calmo. Bom de circular. Confira mais fotos no Instagram.

Lembranças de Santana do Livramento

Eu nasci em Livramento mas morei pouco tempo lá. Me mudei com uns 2 anos e voltei depois com 10. Voltei mais uma vez à cidade em novembro deste ano. Parece que pouco mudou. Na rua Rivadávia Correa, os velhos casarões continuam lá, agora todos prédios comerciais.

img_20191118_1009048251972041582099504170.jpg

Perto dali o colégio Santa Tereza.

img_20191118_10224701057900278916454950.jpg

img_20191118_1040314127332917208207519648.jpg

Uma das escolas públicas.

img_20191118_1033530712316871340436589334.jpg

Na frente uma pequena praça, com ares de abandono.

img_20191118_1037221926466608808600179921.jpg

A piscina do Tênis Clube, onde muito me diverti nos verões.

img_20191118_1046120861070051084101963537.jpg

Caminhando pelas redondezas, muitos casarões, alguns abandonados.

img_20191118_1056574625915413476489996957.jpg

img_20191118_105948683716343036024609489.jpg

A sensação que dá é que Livramento parou no tempo. Há poucos prédios novos. Hoje, quem vai à região está principalmente em busca dos freeshops de Rivera, embora Livramento esteja procurando se diversificar, como a inauguração de um parque de águas termais. A cidade de Rivera também não mudou muito.

img_20191117_1732390677085723788677968868.jpg

No fim de tarde, vê-se muitas pessoas reunidas na praça General Artigas.

img_20191117_1931029511671339531160735438.jpg

Até mesmo a confeitaria City de Rivera perdeu seu Glamour. E os cinemas das duas cidades, onde a gente assistia a 3 filmes na matinê de domingo, não existem mais. Com este Post encerro a série sobre a cidade de Livramento. Já mostrei o Cerro Palomas e o antigo Frigorífico Armour. Nos próximos dias vamos viajar por outras cidades da Campanha, que também estão paradas no tempo. Confira outras fotos no Instagram.

O antigo Frigorífico Armour de Livramento

O frigorífico Armour teve grande força na economia da região entre as décadas de 1920 até 1980. Depois foi perdendo espaço e hoje não opera mais. O maquinário foi vendido como sucata. O frigorífico fica localizado no local também conhecido como Bairro Armour.

img_20191117_1515077061576273908550014641.jpg

img_20191117_1517328746445988393068177346.jpg

img_20191117_1517433948259189574434591842.jpg

img_20191117_1516362925089942513206774646.jpg

Algumas casas chamam a atenção, como esta que fica bem na frente do frigorífico. Era usada de alojamento para funcionários.

img_20191117_1514355113998744042792615575.jpg

Numa rua ao lado desta casa, à direita, fica o casarão que era da gerência da empresa.

img_20191117_1507382707892834721563868557.jpg

img_20191117_1509333555509090692665577001.jpg

Lembrança de uma época de muita riqueza e pompa na cidade e região. Livramento tinha até um time de futebol que era conhecido como Armour, com camiseta de cor azul.

img_20191117_15090231594656481821763546.jpg

img_20191117_1510342363344441955288095203.jpg

O frigorífico está localizado a uns 5 km do centro da cidade, para os lados do Porto Seco. Confira mais fotos de viagens lá no Instagram.

Subindo o Cerro Palomas em Livramento

Quem chega ou sai de Livramento pela BR-158 em direção a Rosário passa pelo Cerro Palomas, um ponto bem tradicional da região.

img_20191117_1445482158514797780320211816.jpg

O cerro tem uns 300 metros de altura e é possível subir lá de carro. A estrada de acesso fica quase ao lado do cerro, para o lado de Livramento. Depois de uns 2 km, é só abrir o portão e subir.

img_20191119_1108199214137937037162184912.jpg

O portão fica pouco depois dessa casa, seguindo à direita.

img_20191119_1110012993098619042322781484.jpg

A estrada de terra tem uns trechos ruins, mas é possível subir de carro sem problemas. São menos de 500 metros.

img_20191119_1113418226285222625001893120.jpg

img_20191119_1102120002088614634966584487.jpg

img_20191119_1104514166029885625634821609.jpg

A vista lá de cima compensa o esforço.

img_20191119_1102089963538724838651196583.jpg

img_20191119_1054579155088184158694328206.jpg

img_20191119_1049418344842150347735985031.jpg

No alto do morro ficam as antenas de comunicações.

img_20191119_1055117078674883204904717209.jpg

O Cerro Palomas é uma das atrações turísticas da região.

img_20191119_1113376418428484504936006340.jpg

img_20191119_1110059856299519819552995599.jpg

img_20191119_1115571089016838566754778000.jpg

A BR-158 é praticamente reta entre Livramento e Rosário, mas perigosa em alguns trechos porque há muitas subidas e descidas. Já aconteceram vários acidentes provocados por maus motoristas que ultrapassam em local proibido. Ande devagar e fique atento. Confira mais fotos de viagens no Instagram.