Passando pelo Vale Aurora, em Bento Gonçalves

O Vale Aurora fica perto de Faria Lemos, em Bento Gonçalves. Eu cheguei lá a partir da Via Trento, que fica ao lado do Vale dos Vinhedos. A estrada é de chão e começa perto desta casa. Há uma placa indicando Faria Lemos.

img_20190730_112424969_hdr1522373780254368966.jpg

A estrada passa no meio de vinhedos e está em ótimo estado.

img_20190730_113018693_hdr1761634136497909229.jpg

img_20190730_113720524_hdr3307097871379953373.jpg

No Vale Aurora tem uma pequena localidade e uma capela.

img_20190730_114838712_hdr8834625829000411299.jpg

No caminho para Faria Lemos:

img_20190730_1140451485326609041368542472.jpg

img_20190730_1140223438768388635948051077.jpg

img_20190730_113725738_hdr8614878102069344427.jpg

De Faria Lemos pega-se a RS-431 em direção a Guaporé. Depois da ponte, à direita, fica a estrada para Cotiporã, que está quase toda asfaltada. Já chegando em Cotiporã, na rua Bento Gonçalves, tem um mirante, com local para estacionar o carro.

img_20190730_121929412_hdr679230312053184103.jpg

Cotiporã tem uma bela igreja e algumas casas com arquitetura antiga.

img_20190730_130150615_hdr7630418546113797206.jpg

img_20190730_130046420_hdr1769731369761717886.jpg

Cotiporã fica ao lado de Veranópolis e é um caminho alternativo para quem pretende chegar a esta cidade, sem pegar a BR-470 com suas curvas. Mais fotos de viagens lá no Instagram.

Está chegando o Festival do Moscatel 2019

Um dos melhores eventos gastronômicos da Serra Gaúcha está se aproximando. A abertura é no sábado, 31 de agosto, e a programação segue  nos dias 6, 7, 13, 14, 20 e 21 de setembro, com funcionamento das 20h à meia-noite.

1

Restam apenas ingressos do segundo lote para a sexta-feira, 20 de setembro, ao valor de R$ 150 cada.

3

O ingresso dá direito ao cardápio e às bebidas, servidos à vontade, e a uma taça personalizada do evento.

Imagem 4

Os ingressos podem ser adquiridos junto à Secretaria de Turismo e Cultura de Farroupilha, pelo telefone (54) 3261.6963 e e-mail turismo@farroupilha.rs.gov.br, e também por meio do sistema de compra online de ingressos Sympla. Eu estarei no Festival em 6 de setembro. Será o terceiro ano seguido de participação. Confira também minhas fotos de viagem no meu perfil no Instagram.

A Casa Vêneto do Vale dos Vinhedos

Esta pousada temática funciona desde o fim de 2018 no Vale dos Vinhedos. Tem um prédio de pedra bem interessante. A parte principal tem mais de 100 anos.

img_20190730_105827170_hdr2382965251135882422.jpg

A pousada fica num lugar bem tranquilo.

img_20190730_105939548_hdr660280863117249269.jpg

Bom para quem curte ficar neste tipo de hospedagem.

img_20190730_110009547_hdr4969628043016494668.jpg

img_20190730_110018722_hdr6010808039421020853.jpg

As diárias para casal ficam entre 400 e 500 reais na média. É um lugar para quem procura algo diferenciado. O café da manhã é servido em cestas, e pode ser levado ao quarto.

img_20190730_1105566621958775455490018818.jpg

Não há muitos vizinhos por perto, o que garante a tranquilidade.

img_20190730_110038552_hdr1727281034736849496.jpg

Numa das pedras da casa principal está a data da construção da casa.

img_20190730_111034990594878349370269799.jpg

A pousada fica na estrada do Vale dos Vinhedos, depois da Vinícola Miolo. Há placa indicando o lugar. Tem mais fotos de minhas viagens no Instagram. Confere lá.

O Morro da Antena em Bento Gonçalves

Local pouco conhecido pelos turistas. Fica na estrada do Vale dos Vinhedos, a poucos quilômetros da BR-470. O morro tem mais de 600 metros de altitude e garante uma bela vista da região, mesmo em dias nublados. A área é particular mas está aberta em horário comercial.

img_20190730_101607579_hdr4646447242397753663.jpg

É possível subir de carro até o topo. Estrada com calçamento.

img_20190730_101924995_hdr1206368119432708499.jpg

img_20190730_101331360_hdr7411494565274530531.jpg

Não lembro de ter visto placas indicativas, mas o Google Maps leva direitinho lá.

img_20190730_101448776_hdr1117027570603331683.jpg

Bento Gonçalves tem várias atrações para o turista, além do Vale dos Vinhedos. No Caminho de Pedras, por exemplo, tem a Casa da Confecção, ao lado da Casa do Queijo.

img_20190729_155327004_hdr5245528885033778449.jpg

Caminhar pela propriedade sempre rende algumas fotos.

img_20190729_154406744_hdr6274962863040269369.jpg

img_20190729_154415439_hdr8351836072530611035.jpg

img_20190729_154438382_hdr6738993661632479496.jpg

Perto do Caminho de Pedras fica a localidade de Barracão, que tem esta igrejinha.

img_20190729_162741327_hdr4632194664283165196.jpg

Pena que em Bento Gonçalves a rede hoteleira seja muito cara. Mas há opções de hospedagem em cidades próximas. Confira também meu perfil no Instagram.

 

 

 

Conhecendo novas cidades no Noroeste Gaúcho

Com as cidades deste Post, já são 466 que eu conheço no RS. Faltam 31. A primeira cidade do roteiro é Humaitá. O prédio do Clube é de 1953.

img_20190719_095328338_hdr6678704915890326132.jpg

Vizinha a Humaitá fica a cidade de Crissiumal, que também tem um prédio antigo do clube. De 1951.

img_20190719_101637819_hdr1102407054693328726.jpg

Crissiumal tem um monumento na avenida principal e uma praça com antigos canhões.

img_20190719_101542987_hdr7466249338734301257.jpg

img_20190719_101328638_hdr7060654327060452367.jpg

Um casarão antigo no centro.

img_20190719_101315977_hdr974026071859194717.jpg

Para chegar a Nova Candelária é preciso enfrentar 14 km de estrada de chão a partir de Crissiumal. A estrada não está ruim. Nova Candelária tem população de origem alemã, o que se percebe na limpeza e na organização.

img_20190719_104416062_hdr2370763619194365740.jpg

img_20190719_104429908_hdr3598005776796390469.jpg

img_20190719_104442522_hdr439710747976848427.jpg

img_20190719_104458530_hdr25399265315139087.jpg

De Nova Candelária segui para a pequena São José do Inhacorá. São 4 km de estrada de chão. Asfalto só na avenida principal.

img_20190719_111031279_hdr795304816319558464.jpg

img_20190719_111332378_hdr4388460379368352608.jpg

Sede Nova é conhecido como o município da produtividade. A estrada é de chão e tem 10 km. No centro, uma avenida asfaltada, uma praça e a igreja.

img_20190719_115142419_hdr625450192758525666.jpg

img_20190719_1152000629222454832764322316.jpg

img_20190719_115204924_hdr9178757446915886450.jpg

img_20190719_115126319_hdr978417714925166248.jpg

Para chegar a São Valério do Sul foi meio complicado. Havia chovido na madrugada e a estrada a partir de São Martinho é de chão, com terra muito fofa. Tive de enfrentar um lodaçal que fez o carro dançar na estrada. Por isso a velocidade média foi de uns 10 km/h para não correr riscos.  A distância é de 9 km. Na chegada, o asfalto da rua principal foi um alívio.

img_20190719_132458699_hdr232677691626767894.jpg

img_20190719_132509835_hdr4544927911716982593.jpg

img_20190719_132429218_hdr7420820656358925182.jpg

De São Valério segui para Alegria, a 18 km de distância. Estrada de chão, mas com terra mais dura, mais tranquilo de trafegar. As fotos abaixo foram feitas no caminho.

img-20190719-wa00033957196625237595517.jpg

img-20190719-wa00028048249704653391233.jpg

Em Alegria só foi possível fotografar a igreja e a rua principal.

img_20190719_140303366_hdr8818552098167643006.jpg

img_20190719_140319588_hdr1386823714769616859.jpg

img_20190719_140329607_hdr2447907569417453460.jpg

De Alegria para Inhacorá a viagem é rápida, também por estrada de chão. Inhacorá é menor e menos organizada.

img_20190719_142307092_hdr1949702962205962950.jpg

img_20190719_142302569_hdr4731981620634804563.jpg

img_20190719_1422467375332264540415302500.jpg

De Inhacorá outra viagem rápida para Chiapetta. Tem asfalto, com alguns buracos. Chiapetta parece ser mais organizada, inclusive com uma rua coberta no centro.

img_20190719_144255037_hdr7267508066966742900.jpg

img_20190719_144238268_hdr7032626526496339716.jpg

A cidade também é conhecida como a terra da produtividade.

img_20190719_143839955_hdr3187561754139447430.jpg

img_20190719_144345112_hdr2292338763054753979.jpg

img_20190719_144431700_hdr3289984853355220657.jpg

img_20190719_144438749_hdr4534205522214651130.jpg

Com esse roteiro completei a região celeiro do RS. Já conheço todas as cidades dessa área. As 31 que faltam ficam na Fronteira Oeste e nas Missões. Meu destino nos próximos roteiros. Confira também meus perfis no Instagram. Twitter. Facebook.