Um passeio pelas ruínas das Missões

As ruínas de uma antiga missão jesuítica são a principal atração turística da região gaúcha conhecida como Missões. As ruínas ficam num parque estadual na cidade de São Miguel das Missões. É uma cidade pequena, que agora parece melhor estruturada para receber visitantes. Vale realmente a pena viajar para lá e conhecer as ruínas.

IMG_4660

IMG_4661

O visitante pode caminhar à vontade pelo parque.

IMG_4664

IMG_4665

O parque inexplicavelmente fecha ao meio-dia. Então é preciso ficar atento aos horários.

IMG_4675

IMG_4677

IMG_4679

Na cidade de São Miguel há um ótimo hotel e algumas pousadas, além de um bom restaurante.

IMG_4682

IMG_4683

Algumas agências oferecem caminhadas pela região, para conhecer outros resquícios dos jesuítas, mas o que vale mesmo são as ruínas de São Miguel.

IMG_4684

IMG_4688

Outra cidade das Missões que vale a pena conhecer é Santo Ângelo. Mais fotos de viagem, no Instagram. Ou no Twitter.

Os fósseis vegetais de Mata/RS

A pequena cidade gaúcha de Mata é bem conhecida no meio da geologia e da biologia. Lá é possível visitar áreas com fósseis animais e vegetais. O museu localizado na Casa de Cultura tem cerca de 2.500 peças. 

IMG_4760

Mata tem um hotel que fica ao lado desta igreja.

IMG_4761

IMG_4762

A parte urbana de Mata é bem pequena. Os atrativos estão no meio rural.

IMG_4763

Mata fica na BR-287, entre São Vicente do Sul e São Pedro do Sul. Outras fotos de viagens, no Instragram. Ou Twitter.

Uma ponte histórica no Rio das Antas

A ponte é a Ernesto Dornelles, mais conhecida como a Ponte do Rio das Antas. Fica na RS-470, entre Bento Gonçalves e Veranópolis. A construção aconteceu na década de 40 e durou cerca de 10 anos. Foi inaugurada no começo dos anos 50 e, na época, era a maior ponte construída na América do Sul.

IMG_4906

A ponte tem 287 metros de extensão e 46 de altura, sobre as águas do rio das Antas.

IMG_4908

IMG_4907

A demora na conclusão da ponte é explicada pelas divergências em relação ao modelo de ponte que deveria ser adotado.

IMG_4910

IMG_4911

O importante é que a ponte é bonita e fundamental para ligar duas cidades da Serra Gaúcha. 

IMG_4909

Subindo a RS-470 em direção a Veranópolis, há o Mirante do Espigão, à direita de quem sobe.

IMG_4912

IMG_4913

IMG_4914

A BR-470 está com asfalto novo no trecho entre as duas cidades, após vários anos de situação bem ruim. Ficou mais fácil fazer este passeio de carro. Mais fotos de viagens no Instagram. Ou no Twitter.

Sapiranga e o Morro Ferrabraz

O Morro Ferrabraz é, sem dúvida, a principal atração de Sapiranga. Com 779 m, o morro é local de partida de voos de asa delta e paragliders. Voo livre em geral. É fácil chegar no morro. Há placas indicando o caminho.

IMG_5163

A maior parte da estrada é de chão, mas em bom estado. Na subida, tem esta cascata, ao lado de uma trilha chamada de Caminhos de Jacobina.

IMG_5162

A história de Jacobina tem a ver com o episódio dos Mucker, que faz parte da história do RS. Bem, chegando no alto do morro, a vista é espetacular, mesmo num começo de manhã de neblina.

IMG_5164

IMG_5167

IMG_5168

Da janela do hotel, o morro visto ao longe num fim de tarde.

IMG_5157

No centro de Sapiranga, tem a Praça das Rosas. A cidade também é palco da tradicional festa das rosas.

IMG_5159

IMG_5160

IMG_5161

Este foi o breve passeio à cidade de Sapiranga. Mais fotos, no Instagram. Ou no Twitter.