Festa junina faz sucesso em Nova Prata

Montada bem no centro da cidade, a festa junina de Nova Prata cumpriu seu papel, o de reunir pessoas de todas as idades para se divertir.

Tinha de tudo um pouco. Apresentação de quadrilhas.

Barracas para venda de pipoca, quentão e cachorro quente.

E o público compareceu.

Conhecida como a capital do basalto, Nova Prata tem várias atrações. Como o museu municipal, bem no centro.

A gruta religiosa, umas três quadras mais para cima.

E a casa polonesa, a uma quadra da gruta.

Pelo interior tem um roteiro de igrejas e capelas que eu pretendo conhecer melhor. Esta é a igreja luterana.

A festa junina de Nova Prata termina neste domingo, 23 de junho. Ainda dá tempo para aproveitar. Caminhando pelo centro, sempre tem algo interessante para fotografar.

Nova Prata é vizinha de Vila Flores, Nova Bassano e outras cidades da Serra.

Um passeio pelo Norte do RS

Mais cidades do Norte do RS visitadas no começo de Junho. O roteiro começa em Jaboticaba, que tem um hotel, o Scolari. Descobri pela Internet que o dono é parente distante do Felipão. O hotel fica no centro, na frente da praça.

img_20190607_104757823_hdr4932722483420457745.jpg

img_20190607_104858598_hdr5000262701554319782.jpg

img_20190607_104822087_hdr6408995857090773577.jpg

img_20190607_104842252_hdr5151413148503707756.jpg

Para chegar a Jaboticaba há uma estrada com asfalto a partir da BR-386 na região de Seberi. De Jaboticaba segui visitando pequenas cidades em volta. A primeira delas é Pinhal, que tem uma bela igreja.

img_20190607_111129157_hdr3359795168233730439.jpg

img_20190607_111140015_hdr3953154114814198556.jpg

Fica na avenida principal da cidade.

img_20190607_111207172_hdr3118679799925021472.jpg

img_20190607_111201540_hdr8757305560156831730.jpg

Subindo para o Norte, o próximo destino é Cristal do Sul, bem parecida com Pinhal.

img_20190607_112847983_hdr500354888430336498.jpg

img_20190607_112854440_hdr7700936079491359400.jpg

img_20190607_112904982_hdr2081974354880606626.jpg

img_20190607_112908695_hdr1708971026058167254.jpg

Seberi é uma cidade mediana, mas há pouco o que fotografar no centro, onde fica a Praça da Paz.

img_20190607_1226481405587001395926204835.jpg

De Seberi segui ainda mais para o Norte, acessando a estrada para Caiçara em Frederico Westphalen.

img_20190607_130212572_hdr6365108067278593422.jpg

img_20190607_130239639_hdr2785549137456502879.jpg

img_20190607_130253697_hdr55488957885329226.jpg

Seguindo pelo asfalto fui até o fim do RS. Vicente Dutra é a última cidade antes de SC. Fica perto do Rio Uruguai, mas não há ponte para a travessia. Só balsa.

img_20190607_133804462_hdr6266999879516051431.jpg

No centro, uma avenida grande e asfaltada.

img_20190607_1323317193387940693708819127.jpg

img_20190607_1323254055793961228299024097.jpg

img_20190607_132321658_hdr3578419817768524774.jpg

Vicente Dutra tem um parque de águas termais, o Águas do Prado, mas não cheguei a visitar. Fica bem na entrada da cidade. Com Vicente Dutra, eu cheguei a 439 cidades visitadas no RS. Mas o roteiro prossegue. Mais detalhes no próximo post. Confira meu perfil no Instagram, onde há mais fotos. Também estou no Twitter e no Facebook.

 

De Rodeio Bonito a Sagrada Família

Rodeio Bonito é uma pequena cidade que fica logo abaixo de Ametista do Sul, por estrada da chão. São poucos quilômetros e de manhã cedo a paisagem estava bem bonita na região.

img_20190607_080848152_hdr3216489930767254169.jpg

img_20190607_082802014_hdr2395535541355273807.jpg

Depois de alguns quilômetros de chão em meio ao nevoeiro,  chegamos a Rodeio Bonito, que tem asfalto na entrada da cidade.

img_20190607_082806865_hdr5101415335742063387.jpg

A  cidade tem uma bela praça.

img_20190607_083943814_hdr2439095172641692383.jpg

img_20190607_083257866_hdr1973259762392165079.jpg

img_20190607_083252167_hdr2281216673894228351.jpg

De Rodeio Bonito a viagem segue por estrada de chão até Novo Tiradentes, a poucos quilômetros de distância. Lá, o que chama a a atenção é a igreja com um grande relógio.

img_20190607_090736439_hdr1503691936758391426.jpg

img_20190607_090652123_hdr4317556297163544678.jpg

A igreja fica na frente de uma praça.

img_20190607_090724942_hdr4293777034103100391.jpg

Mais adiante, também por estrada de chão, está a pequena cidade de Cerro Grande. A igreja também tem um relógio.

img_20190607_092229831_hdr2291285699448903921.jpg

Tem uma praça na frente também.

img_20190607_092245323_hdr7575724098259904270.jpg

Apesar de ser dia de semana, havia pouco movimento nas ruas.

img_20190607_092308404_hdr5247498418771036562.jpg

De Cerro Grande seguimos a viagem, ainda em estrada sem asfalto. O destino era Lajeado do Bugre.

img_20190607_094524290_hdr495059213742076567.jpg

Todas as cidades onde passamos naquela manhã eram similares. Uma avenida asfaltada. Uma praça e uma igreja na frente. Em Sagrada Família, próximo destino, havia um lago na entrada da cidade.

img_20190607_100102427_hdr6569112538357868137.jpg

Depois fotografei a igreja, para variar um pouco… Como são cidades bem pequenas e parecidas, não havia muita opção na hora de fazer as fotos. As próximas cidades do roteiro também são bem pequenas mas, pelo menos, a estrada tem asfalto. É assunto para o próximo Post. Confira meu perfil no Instagram. No Twitter ou no Facebook.

 

Alpestre e o Mirante da Usina

A cidade de Alpestre fica bem ao norte do RS. Tem asfalto a partir de Planalto, mas eu cheguei por Rio dos Índios, numa estrada de chão cheia de pedregulhos. Como a maioria das cidades deste roteiro, Alpestre é bem pequena.

img_20190606_133636367_hdr7439621167327529834.jpg

img_20190606_133627056_hdr8580548641132619982.jpg

A principal atração fica a 18 km do centro, por estrada de chão em estado razoável. É o Mirante da Usina. A usina em questão é a Hidrelétrica Foz do Chapecó. Fica no Rio Uruguai, que divide os Estados do RS e SC.

img_20190606_141407290_hdr1892677522867923854.jpg

A capacidade da usina equivale a 25% do consumo de energia do estado de Santa Catarina ou 18% do consumo do Rio Grande do Sul. É energia suficiente para abastecer mais de cinco milhões de casas.

img_20190606_141348805_hdr261281156731294224.jpg

img_20190606_143822927_hdr6504711382680898634.jpg

Do mirante até a usina tem uma estrada asfaltada de uns 2 km. É possível atravessar a barragem de carro, até SC.

img_20190606_142952744_hdr6287382150947992833.jpg

A seguir uma foto da estrada de chão que leva ao mirante, a partir de Alpestre.

img_20190606_143848589_hdr8786405700178133132.jpg

Do lado catarinense, a primeira cidade é Águas de Chapecó. Eu voltei a Alpestre e depois desci em direção a Planalto, por estrada asfaltada. Parei em Planalto para um café e fui para Ametista do Sul, para passar a noite. O acesso a Ametista por Planalto tem asfalto. Por Frederico Westphalen é estrada de chão e está ruim. No caminho para Ametista, fotografei esta pequena igreja.

img_20190606_161740315_hdr1742339284387307749.jpg

Ametista eu já conhecia, mas a cidade cresceu muito desde a última vez que estive lá, faz uns 4 anos. Cresceu graças ao turismo. Tem mais comércio e mais pousadas. Na estrada para Planalto tem um restaurante subterrâneo que faz muito sucesso entre os turistas. No centro de Ametista, a pirâmide esotérica chama a atenção.

img_20190606_171213504_hdr3584163601014418132.jpg

Fica na praça em frente à igreja.

img_20190606_171248015_hdr7883380267095773052.jpg

Estão construindo uma torre ao lado da igreja, que terá a altura de um prédio de 11 andares e será um mirante para os turistas observarem a região. Não tem prazo para conclusão.

img_20190606_1734111357979921060219444469.jpg

A partir de Ametista eu desci em direção a Rodeio Bonito e conheci várias cidades próximas, mas isso é assunto para o próximo post. Confira também minhas fotos no Instagram. No Twitter ou no Facebook.

 

A Festa Junina de Nova Prata

A partir de 21 de junho a cidade de Nova Prata estará com um evento bem de acordo com o mês. A Festa Junina. Será no Largo da Prefeitura, entre os dias 21 e 23. A avenida Fernando Luzzatto vai se transformar num grande arraial para comemorar o Santo padroeiro do Município: São João Batista. Os visitantes irão encontrar barracas de comidas típicas, de brincadeiras e um palco para apresentações. A novidade deste ano são o concurso de quadrilhas, no sábado à tarde; e o arrasta pé no domingo de tarde. Na foto abaixo, do arquivo do evento, o movimento de festa em anos anteriores.

Festa Junina - Vanice Dal Magro - C Comunicação (2) (Copy)

Além da festa popular, a religião católica de Nova Prata celebra em 24 de junho o dia de São João Batista. A região tem várias atrações para o turista, entre elas o Parque Termas do Prata, que fica na estrada para Protásio Alves. Dentro do complexo fica a Cascata da Usina.

casc

Na estrada tem um mirante para observar melhor a Cascata. A Festa Junina de Nova Prata é um bom programa para o começo do Inverno. Nesta sexta-feira estarei na cidade para conferir a festa. A temperatura vai cair nos próximos dias e estará bem friozinho na Serra. Muito bom. Confira meu perfil no Instagram. No Twitter e no Facebook.